quinta-feira, 28 de junho de 2012

terça-feira, 26 de junho de 2012

«São João 2012» - Milhares viram as marchas

Oito marchas, mais de 600 figurantes e milhares de pessoas a exaltarem o cortejo popular das Festas de S. João. Na noite de sexta-feira, 22 de Junho, a estrada mais central da vila encheu-se de curiosos e os passeios da avenida atafulharam-se de gente. Foram quase três horas a desfilarem da Cooperativa à Central de Camionagem. Sempre ao ritmo de bandas de música. Um desfile colorido, animado, vivo e representativo dos usos e costumes.

As marchas vieram de Alvite, do Arcozelo do Cabo, de Caria, de Contim, do Vilar, duas da sede da vila (Arrabalde e Tabolado) e uma repleta de crianças. Oito ao todo, que encheram os olhos da assistência. 


Mais fotos em www.cm-moimenta.pt

«São João 2012» - Procissão honrou padroeiro

Foi majestosa e sublime. Como sempre. Dezoito andores cobertos de flores, com a imagem dos santos ao alto e duas centenas de figuras bíblicas a fazer o percurso, passo a passo, da igreja matriz às ruas e ruelas e novamente à matriz, mais de duas horas depois. Tudo sob um calor intenso, mas não desanimador de almas e corpos.

O santo padroeiro voltou a ter honras à altura. E o povo, esse acorreu em massa uma vez mais, devoto e venerador a S. João Baptista. A procissão foi o ponto alto do dia e das festas joaninas que findaram este domingo, 24 de Junho.

Houve aplausos e elogios ao cortejo “soberbo”, “imponente” e “admirável”. Os adjectivos foram utilizados por Clarisse Poiares, de Gondomar, com família em Penedono e em Moimenta da Beira. 


Mais Fotos em www.cm-moimenta.pt

Clica na imagem e partilha no Facebook!

segunda-feira, 25 de junho de 2012

«São Pedro 2012» - Mais folia, agora com S. Pedro


É a folia que não pára em Moimenta da Beira. 
Depois das festas de S. João chegam as de S. Pedro, já esta quinta e sexta-feira, 28 e 29 de Junho, junto à Fonte de S. João, no arrabalde da vila. Um e outro dia nascem com alvorada de morteiros, sempre às 07h00. 
Na quinta-feira há arraial com o grupo musical “Os Inseparáveis”, a partir das 21h30 e, à meia-noite, partida de fogo de artifício com o pirotécnico Clodomiro da Fonseca, de Britiande, Lamego.
Na sexta-feira, dia de S. Pedro, há marcha infantil com as crianças do agrupamento de escolas às 10h30; à tarde (16h00) missa em honra do santo na igreja matriz; e à noite, mais um arraial, desta vez com o grupo musical “Cordas Soltas”.

Num e noutro dia funcionará sempre, a partir das 17h00, a barraca de comes e bebes.

 (clique na imagem para ampliar)

«Divulgação» - IV Passeio de Clássicos de Moimenta da Beira‏

É já no próximo dia 1 de Julho que se vai realizar o 4º Passeio de carros clássicos, e motorizadas clássicas de Moimenta da Beira. A organização vai estar a cargo, mais uma vez, da Associação Recreativa e Cultural Arcozelense que após três edições bem-sucedidas parte com expectativas redobradas para este evento. A ARCA pretende, à semelhança dos anos anteriores, promover o concelho de Moimenta da Beira exibindo a quem nos visita o que de melhor se produz e confecciona nas denominadas “Terras do Demo” de Aquilino Ribeiro.

Clique para ver algumas imagens da edição anterior! http://www.swfcabin.com/open/1339449187

Os “calhambeques “, de duas e quatro rodas, vão exibir a sua elegância pelas ruas do concelho, numa oportunidade única para os habitantes do município estarem em contacto com grandes veículos do passado. Para quem estiver interessado em participar no 4º Passeio de Clássicos de Moimenta da Beira basta aceder ao link abaixo indicado e fazer a sua inscrição online!

INSCRIÇÕES ONLINE
http://pcinscricoes.pt.vu/
http://oscalhambeques.blogspot.com

Carro e Condutor - 20 € / Acompanhante - 15 € / Crianças dos 5 aos 12 - 10 € / Crianças até aos 4 anos não pagam.

 (Clique na imagem para ampliar)

sábado, 23 de junho de 2012

«Saúde» - Macedo de Cavaleiros e Aguiar da Beira vão perder os helicópteros de INEM

Macedo de Cavaleiros e Aguiar da Beira vão perder os helicópteros de INEM que ali estão sedeados. O Ministério da Saúde garante que é um bom negócio para as populações, uma vez que a cobertura a nível nacional vai ser melhorada com o uso partilhado de meios aéreos por parte da saúde e da administração interna. 

Actualmente, o Estado paga os custos operacionais e a manutenção é feita por empresas privadas. Com o novo concurso internacional, para o aluguer de 50 meios aéreos, entre 2013 e 2020, o Estado transfere todos os custos para o operador privado, na expectativa de reduzir a despesa. 

“O que nos pretendemos fazer no âmbito deste concurso é tão só isto: aquilo que hoje gastamos em manutenção é aquilo que queremos, no futuro, que seja gastos com manutenção e operação”, explica Miguel Macedo, ministro da Administração Interna. 

O concurso prevê que o operador privado integre os 60 funcionários da EMA (Empresa de Meios Aéreos), que entretanto será extinta. 

O ministro da Saúde garante, por seu lado, que o uso partilhado dos meios vai garantir uma cobertura sem paralelo do território nacional. Em contrapartida, Macedo de Cavaleiros e Aguiar da Beira “deixam de ter um helicóptero baseado”, explica Miguel Macedo. 

O ministro da Saúde sublinha que “passamos a ter, com este dispositivo, o Centro e o Alentejo com uma cobertura sem paralelo”.  Em vez de helicópteros, o INEM vai colocar ambulâncias em Macedo de Cavaleiros e Aguiar da Beira. 

O concurso público internacional para o aluguer de 50 meios aéreos vai ser lançado em breve e o júri será presidido por um magistrado do Ministério Público. O concurso ainda não foi lançado, mas o Governo já fez uma estimativa da poupança. Do lado da Administração Interna, o Ministério espera poupar cinco milhões de euros por ano. Do lado da Saúde, o Instituto Nacional de Emergência Médica espera gastar menos dois milhões de euros com o aluguer de helicópteros.

Fonte: Expresso

«Divulgação» - Poesia de António B. Coutinho

Sete dezenas de poemas de António Bártolo Coutinho. Dez ilustrações de Francisco Cardia. Em “Montesia”, o segundo livro de poemas de António B. Coutinho, depois de “52 Quase Poemas”, editado em 2011, a poesia é livre, por vezes sofrida, algumas vezes de amor, salpicada de um romantismo ora escondido, ora exuberante. Poesia ainda de saudade, do dia-a-dia, de sonhos, de pensamentos utópicos, irrealizáveis, de dúvidas e de inquietações.

António Pereira Bártolo Coutinho, 39 anos, nascido em Luanda (Angola), mas com raízes no Arcozelo da Torre, onde reside, lança agora “Montesia” sob a chancela das “Edições Esgotadas” no dia 30 de Junho, às 16 horas, no auditório Afonso Ribeiro da Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, em Moimenta da Beira.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

«Evento» - Idosos em torneio de Boccia

Idosos de sete instituições de solidariedade social do concelho participaram, esta segunda-feira, 18 de Junho, num encontro de Boccia organizado pelo Núcleo de Desporto da autarquia. A actividade realizou-se no pavilhão municipal da vila, sempre em ambiente alegre e com os seniores cheios de uma energia contagiante. Velhos? Velhos são os trapos!

Antes do torneio pairou alguma ansiedade, mas a atitude, essa manteve-se convicta e a níveis elevados para uma boa competição.

Os jogos foram disputados com ‘garra’ e ao milímetro. Mas à final só chegaram as equipas da Arati e de Alvite, tenho a primeira levado de vencido a segunda por 6-2.

A prova acabou com um lanche para todos e um bailarico popular na escola preparatória.

O objectivo da iniciativa, segundo os técnicos do Núcleo de Desporto, é promover a prática da actividade física “com interacção, convívio e confraternização”.

Participaram os idosos da Santa Casa da Misericórdia de Moimenta da Beira, dos Lares de Sever, Alvite, Leomil, Vila da Rua e Caria e da Arati. 

«Informação» - Cinema no auditório

Depois de “Os Marretas”, a 15 e 16 de Junho, chega a vez de “American Pie: o reencontro”, a 28 e 29, sempre com início às 21h30, no auditório municipal padre Bento da Guia. Dois filmes e quatro sessões todos os meses, com a sala quase sempre muito 'composta'.

Na comédia “American Pie: o Reencontro”, a história é a dos amigos que se reencontram e vão descobrir que há coisas que mudam, outras não, mas que os laços de amizade perduram.

Os bilhetes são vendidos no próprio dia na bilheteira do auditório, a partir das 20h45. Os ingressos são oferecidos a seniores com mais de 65 anos e a crianças até 10 anos de idade, quando acompanhadas por adultos. 


«Divulgação» - Férias desportivas e culturais


São duas semanas cheias e intensas de actividades desportivas e culturais. Tudo depois de um ano escolar que acabou esgotante para muitos. A primeira é reservada às crianças dos 6 aos 11 anos, e decorre já de 25 a 29 de Junho. A segunda limitada ao grupo mais velho, dos 11 ao 17 anos, que abre a 2 de Julho e fecha a 7. 

O Núcleo de Desporto da autarquia, que organiza e coordena a iniciativa, estima que se inscrevam, ao todo, duas centenas de crianças e jovens do concelho.

O programa é diversificado, contagiante e enérgico. Inclui actividades radicais, caminhadas, jogos lúdicos, visitas fora de portas (ao parque aquático de Vila Real e a Guimarães, capital europeia da cultura), acantonamentos no quartel dos bombeiros voluntários e no pavilhão da escola secundária, entre outras acções colectivas.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas na Divisão de Acção Social e Educação (DASE) da Câmara Municipal, nas piscinas, no pavilhão e na biblioteca municipal.

terça-feira, 19 de junho de 2012

«Divulgação» - São João 2012

Aí estão os quatro dias mais fortes e mais festivos do S. João 2012 de Moimenta da Beira: 

Quinta-feira, 21 de Junho, às 22h00, espectáculo com Fernando Correia Marques e sua banda, na Praceta Comandante Requeijo; 

Sexta, 22, também à noite (22h00) as marchas populares pelas principais ruas da vila e Djs no Mercado Municipal; 

Sábado, 23, com início às 21h30, o arraial de S. João com “Os Inseparáveis” e os “Roconorte” e, à meia-noite, uma grandiosa partida de fogo de artifício; 

Domingo, 24, Dia do Padroeiro, há arruada com várias bandas de música a partir das 09h30 e missa depois em honra de S. João (11h00). À tarde (15h00) concerto pelas bandas de música e, às 17h30, a procissão, sempre majestosa. A fechar o dia e os festejos, à noite (22h00) baile com o grupo IM, na Praceta Comandante Requeijo.


«Arqueologia» - A recuperação da fonte de mergulho das Fontainhas


           
           

                          I. Antes da intervenção                                II. Após a intervenção
Fonte de mergulho
Localização: Largo das Fontainhas, Moimenta da Beira

Os recentes trabalhos de recuperação de mais uma fonte de mergulho existente na vila de Moimenta da Beira, nomeadamente no Largo das Fontainhas[1], por parte da Junta de Freguesia e da Câmara Municipal, espelham bem a preocupação que estas edilidades têm tido no que respeita à valorização do património local.
Como é bem de ver, anteriormente, em consequência do seu abandono[2] (não se sabe exactamente quando), o arco da fonte encontrava-se obliterado por pedras, permanecendo aparentemente despercebido no muro de uma casa de habitação.
Com efeito, graças a esta intervenção, foi possível devolver-lhe novamente a forma original, tendo-se essencialmente retirado as pedras que impediam a visibilidade e a utilização do interior[3], melhorando as suas paredes, corrigindo especialmente o pavimento (do espaço que lhe dá acesso e reveste a respectiva drenagem) com calçada à portuguesa e respeitando a cobertura do corgo das Fontainhas que ali passa sob o patim da casa de habitação.
Hoje temos assim à vista mais um recanto de belo efeito em Moimenta da Beira, semelhante, ao nível da concepção arquitectónica, a uma das fontes da Corujeira: planta quadrangular (com aproximadamente 1,70 m de altura e 3 m de largura), volumetria cúbica com abertura em arco de volta perfeita, no qual foi gravada uma cruz (clara manifestação religiosa), prolongando-se internamente numa abóbada de berço e um pio escavado (que atinge 1,05 m de profundidade), onde a água ainda remanesce com fartura.

                    

[1] A abundância de água neste lugar proporcionou a edificação de duas fontes, nomeadamente esta de mergulho e outra com bica e tanque, daí o nome Fontainhas.
[2] Cronologicamente existem referências da utilização deste tipo de fontes, também conhecidas por fontes de chafurdo, pelo menos desde a Baixa Idade Média. Durante muito tempo, revelaram-se de grande importância na vida diária da comunidade quer materialmente pelo indispensável abastecimento de água, quer do ponto de vista social, enquanto local de convivência. O seu abandono deveu-se, contudo, ao uso comum, ou seja, à manifesta falta de higiene resultante de as pessoas mergulharem os recipientes (cântaros e vasilhas de barro ou de latão) directamente na água, daí o nome fonte de mergulho. Por serem consideradas um perigo para a saúde pública, como uma das causas da propagação de doenças, deram lugar aos chafarizes/fontanários com água canalizada e mais recentemente à construção da rede pública de abastecimento de água ao domicílio.
[3] Dada a profundidade do pio, decidiu-se colocar uma vedação metálica como prevenção.

Autor: José Carlos Santos

«Cultura» - Veiga Luís expõe na galeria


Medalhas trabalhadas com arte e pintura com traços a fazerem lembrar o pai poeta Luís Veiga Leitão, que o filho quis homenagear no centenário do seu nascimento, enchem até dia 29 de Junho a galeria de exposições do mercado municipal, em Moimenta da Beira . A mostra que Veiga Luís, arquitecto, intitulou de “Do gelo ao fogo”, foi inaugurada no dia dos 100 anos do poeta do “Livro da Paixão”, 27 de Maio.

Veiga Luís dedica-se há anos à medalhística e o seu trabalho nesta área tem sido enormemente elogiado pelos críticos. A sua arte, de resto, estende-se também à pintura, à escultura, cerâmica, artes gráficas, cenários para espectáculos e ilustração de livros.
A não perder! 

Fonte: CM Moimenta da Beira