domingo, 31 de maio de 2009

«Notícia» - CDR perde final da Taça Sócios de Mérito

Fotos: Nuno Fonseca

«Info» - Festas de S.João 2009

A pedido da comissão de Festas de São João 2009 passamos a publicar o seguinte:

"O Sorteio do Torneio de Futsal 24 horas realiza-se na Terça-Feira, dia 2 de Junho, pelas 21 Horas no Auditório da EB2 (antigo Ciclo Preparatório) em Mta da Beira."

Convém lembrar que o torneio 24Horas é já no, dia 06 de Junho, próximo sábado.

Inauguração do monumento aos Militares Falecidos

No passado dia 16 de Maio foi inaugurado, na zona da Central de Camionagem, o Monumento dedicado aos Militares falecidos no Ultramar. Esta, foi a maneira de homenagear os 22 dos homens do concelho (nomes gravados no monumento) que perderam a vida nas ex-colónias portuguesas.

sábado, 30 de maio de 2009

«Info» - Reciclagem na Junta de Freguesia - AMI

Reciclagem de Consumíveis Informáticos e Telemóveis

A reciclagem de tinteiros, toners e telemóveis permite poupar recursos naturais essenciais ao seu fabrico (5 litros de petróleo por cada tinteiro ou toner), ao mesmo tempo que evita a deposição em aterro destes equipamentos, cujos resíduos são prejudiciais para o ambiente.

Pretendemos aproximar Portugal dos restantes países europeus em matéria de resíduos, estando este projecto já a contribuir com a reciclagem de 200.000 consumíveis informáticos por ano.

Como participar?
Entregue consumíveis informáticos (tinteiros e toners) e telemóveis (avariados ou em desuso) na Junta de Freguesia de Moimenta da Beira.

As empresas, organizações, escolas e estabelecimentos comerciais que desejem participar, poderão receber contentores de recolha nas suas instalações, sendo todo o processo assegurado gratuitamente por uma empresa autorizada para a gestão destes resíduos. Para tal, basta contactar a AMI através do número de telefone 218362100 ou do email reciclagem@ami.org.pt.

É igualmente possível a aquisição de consumíveis informáticos reciclados, de qualidade e a baixo custo, através da parceria que a AMI tem com uma empresa especializada. Consulte aqui a lista de preços. É inclusivamente possível assegurar o fornecimento e gestão gratuitos de todo o parque de impressão.

Esta iniciativa permite reduzir despesas, defender o ambiente, e ajudar a AMI nos seus objectivos sociais, visando assim todas as vertentes do desenvolvimento sustentável.

Reciclagem de Óleos Alimentares Usados

O óleo alimentar que não serve para si pode ainda ajudar muita gente. Por isso é importante que pense bem antes de o deitar fora. Até hoje, o principal destino dos óleos usados em Portugal tem sido o despejo na rede de esgotos e este é um dos maiores erros que pode cometer.

Porquê?
Porque, quando lançados nas redes de drenagem de águas residuais, os óleos poluem e obstruem os filtros existentes nas ETAR’s, tornando-se assim um grande obstáculo ao seu bom funcionamento.

Simples gestos fazem a diferença
Ao aderir ao projecto de Recolha de Óleos Alimentares Usados não só evita a poluição da água como está a transformar o óleo em Biodiesel, uma fonte renovável de energia que diminui as emissões de CO2. Além disso, cada litro de óleo será transformado num donativo para ajudar a AMI na luta contra a exclusão social em Portugal.

Os restaurantes ou entidades que pretendam participar deverão utilizar o número de telefone 21 836 21 00 ou o email reciclagem@ami.org.pt.
Mais informações: http://www.ami.pt/

Automóveis Antigos e Clássicos em Moimenta da Beira

Com organização da Secção de Viseu do "Clube Portugal Telecom", o 1º Passeio Nacional de Automóveis Antigos e Clássicos, encheu as ruas de Moimenta da Beira de automóveis diferentes, durante a manhã de hoje, 30 de Maio de 2009.

Segundo informações recolhidas pelo nosso blogue junto da organização, estiveram mais de 60 clássicos expostos no largo do tribunal e em frente aos Paços do Concelho.

O almoço foi servido nos Moinhos da Tia Antoninha e a tarde passada em Vila Nova de Paiva.

Associação de Futebol de Viseu - Taça Sócios de Mérito

Mangualde e Moimenta da Beira vão discutir a vitória na Taça Sócios de Mérito da Associação de Futebol de Viseu.

Para chegarem ao jogo da Final, marcado para amanhã, sábado, às 21h15 noEstádio do Fontelo, em Viseu, as duas equipas afastaram adversários de valor. Mais dificil a missão do Desportivo de Mangualde, frente a um Oliveira de Frades apostado em marcar presença no Fontelo. Os comandados de Rui Manuel, derrotados na última jornada do campeonato, precisamente pelo Mangualde, procuravam a vitória para o seu treinador, conhecida que é a sua saída no final desta época.

Venceu o Mangualde, por 2 a 1, mas foi tudo menos uma vitória fácil. Até porque, durante largo período de jogo, a formação de Jorge Valente jogou apenas com 10 jogadores, face à expulsão de Negrete que, desta forma, falha o jogo da Final.

Com Cartaxo e Marcos também em dúvida para o jogo de amanhã, Jorge Valente terá alguns problemas em formar o eixo da defesa.

Mangualde que vai assim tentar revalidar o troféu conquistado no ano passado, agora frente a um adversário que provou ser uma das equipas mais fortes da Divisão de Honra.

Será, por isso, um jogo que promete, com o Mangualde à procura da "dobradinha" (vitória no Campeonato e na Taça), enquanto o Moimenta de Beira, que na meia-final afastou o Campia, vai procurar contrariar um teórico favoritismo do Mangualde e conquistar. o troféu.
Fonte:JornaldoCentro

sexta-feira, 29 de maio de 2009

"Desporto" - CDR na Final da Taça da A.F. Viseu















Depois da brilhante caminhada que ditou a eliminação de 5 equipas ( Abraveses, Tarouca, Lamego, Parada e Campia), a nossa equipa apurou-se este fim-de-semana para a final da Taça de Viseu. É um momento histórico que engrandece a história deste clube representativo da região Norte do Distrito de Viseu.

Sendo o C.D.R. uma das marcas mais fortes da nossa vila, o blogue MoimentaNaNet apela a uma presença massiva de todas as pessoas que têm orgulho em ser de Moimenta, a deslocarem-se a Viseu, no próximo sábado, dia 30, no Fontelo às 21h:15m.

É o momento mais alto da história do nosso clube na última década, ninguém pode ficar de fora, o apoio de todos é imprescindível. Vamos invadir o Fontelo, é necessária a presença de todos. Vamos mostrar que somos uma vila forte e unida.

Era uma excelente ideia levarmos tarjas, cachecóis e roupa azul/branca que sinalizassem a nossa presença e transmitissem a força necessária para vencermos o Mangualde e o sistema que tentou evitar a nossa presença nesta final.

Autores:
João Pedro
Hugo Santos

«Divulgação» - CONCENTRAÇÃO DE TELESCÓPIOS

(Clique na imagem para ampliar)

Fonte: http://sites.google.com/site/clubedascienciasmb/Home

Os alunos da Escola EBS de Moimenta da Beira no distrito de Viseu, preparam-se para organizar a maior concentração nacional de telescópios e lançar um rótulo de vinho alusivo às estrelas na celebração do Ano Internacional da Astronomia (AIA), que se celebra nos dias 30 e 31 de Maio.

A ideia partiu do Clube das Ciência da Escola EBS de Moimenta da Beira e já estão confirmadas a presença do coordenador internacional do AIA 2009, Pedro Russo, que virá propositadamente da Alemanha, e ainda do coordenador nacional da iniciativa, João Fernandes, e do presidente da Associação Portuguesa de Astrónomos Amadores (APAA), Pedro Ré.

A concentração terá lugar no Santuário de São Torcato, às 21:30 do dia 30 de Maio, e às 23:00 Guilherme de Almeida, professor no Colégio Militar e membro do APAA, irá fazer de guia turístico numa visita ao céu. Paulo Sanches, coordenador do evento, avança que contam com a presença de 150 pessoas nesta concentração, mas espera-se que este número seja largamente ultrapassado.

Haverá ainda lugar para outros eventos durante o dia, como palestras, sessões informais de observação do Sol e ainda um espectáculo de teatro e música dinamizado pelos alunos e inspirado em temáticas astronómicas.

No dia 31 de Maio, às 12:00 horas, terá lugar a apresentação oficial de um novo rótulo de vinho, alusivo a Ano Internacional da Astronomia, na Cooperativa Agrícola de Távora, Moimenta da Beira, que incluirá uma prova de vinhos, acompanhada pela degustação de alguns produtos regionais. No total, irão ser lançadas 500 garrafas com o novo rótulo, que resulta de uma iniciativa conjunta dos alunos do Clube de Ciências, da Cooperativa Agrícola de Távora e da Câmara Municipal de Moimenta da Beira.

Paulo Sanches garante que “este evento, além de ser uma comemoração do AIA 2009, revela também a nossa preocupação em dar a conhecer mais a Astronomia à comunidade local e proporcionar-lhes a possibilidade de verem e observarem por telescópios de tipos e tamanhos diferentes, que de outra forma dificilmente teria essa oportunidade”.

O Ano Internacional da Astronomia, que no fim de semana de 30 e 31 de Maio assinalará os seus primeiros seis meses em Portugal, é organizado pela Sociedade Portuguesa de Astronomia, com o apoio da Fundação para a Ciência e Tecnologia, da Agência Nacional Ciência Viva, do Museu da Ciência da Universidade de Coimbra e da Fundação Calouste Gulbenkian.

Fonte:CorreirodaManhã

"Curiosidades" - Casamentos de Santo António: Inês e Tiago

Só namorava se o Benfica ganhasse

Inês e Tiago namoram há cinco anos, graças à vitória do Benfica frente ao FC do Porto na Taça de Portugal. À data, a futura noiva era benfiquista ferrenha – "agora já não sou tão doente, o Benfica está sempre a perder..." – e o futuro noivo ‘dragão’ dos quatro costados. Ele gostava dela e pediu-a em namoro no dia da final da Taça: 16 de Maio de 2004.


Ela não foi de modas e disse-lhe que só aceitava o namoro se o Benfica ganhasse. A verdade é que Inês já gostava de Tiago e tinha a certeza, como adepta fervorosa, que o seu Benfica não a ia desiludir: ia ganhar a Taça e o namorado! E o Benfica ganhou (com golos de Fyssas e Simão, enquanto pelo FC Porto marcou Derlei). À data, Camacho treinava os ‘encarnados’ e Mourinho os ‘dragões’ (sagrou-se nesse ano Campeão Europeu).


Inês vibrou com a vitória e foi festejar para o Marquês de Pombal. Tiago ficou chateado, mas começou a pensar na aposta. A derrota do seu clube foi o trampolim para o início de um namoro, que vai acabar em casamento. "É caso para dizer que ainda bem que o FC Porto perdeu", diz o noivo.


A bola juntou-os, é verdade, mas já se conheciam desde adolescentes. Tiago nasceu em Aveiro e foi criado na aldeia de Baldos, em Moimenta da Beira. Ela é lisboeta mas ia nas férias a Baldos, a aldeia da sua mãe. Conheceram-se melhor nos bailaricos – ela era o seu par – e cedo começaram a trocar olhares. "A minha irmã e uma amiga namoravam com dois amigos do Tiago. Eu e ele não tínhamos par...", conta a noiva. De baile em baile conheceram-se melhor. Até que veio o dia da vitória do Benfica. O ‘dragão’ Tiago perdeu um troféu e ganhou uma namorada. No dia 12 de Junho vai dar o ‘nó’ com Inês.

Fonte: Correio da Manhã

quarta-feira, 27 de maio de 2009

1º WORKSHOP – INOVAR EM MEIO RURAL

A competitividade e sustentabilidade dos territórios rurais depende da sua capacidade em criar e dinamizar iniciativas inovadoras, que respondam às procuras dos consumidores e da sociedade, atraindo e fixando populações com qualificações e dinamismo, em especial os jovens.

Para responder a esse desafio inovar é uma necessidade vital, sendo urgente criar condições que facilitem e apoiem o surgimento e desenvolvimento destas iniciativas inovadoras.

Com a promoção do projecto “Inovar em Meio Rural – ru@l inov”, o Ministério da Agricultura, do Desenvolvimento Rural e das Pescas, através da Direcção Geral da Agricultura e Desenvolvimento Rural (DGADR), em conjunto com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD) e outros parceiros, pretende valorizar e dinamizar o potencial de cada região, através do incentivo à criação de empresas e actividades inovadoras, que utilizem os recursos e os saberes locais que existam nas regiões.

Com a organização deste Workshop na Região do Douro, a DGADR pretende, com o apoio da Câmara Municipal de Moimenta da Beira e colaboração da UTAD e dos Moinhos da Tia Antoninha, promover um debate sobre a inovação nas áreas rurais e em especial na Região Demarcada do Douro, criando espaços de oportunidade para a troca de conhecimentos e experiências entre diversas entidades com intervenção na Região, inovadores e futuros promotores de projectos inovadores.

O Workshop é aberto à participação de todos os interessados.
A ficha de inscrição está disponível em www.dgadr.pt

Data: 06-06-2009; Horário: 6 DE JUNHO DE 2009; Local: AUDITÓRIO MUNICIPAL DE MOIMENTA DA BEIRA; Organização: CMMB; Fonte: www.cm-moimenta.pt

domingo, 24 de maio de 2009

«Notícia» - Moimenta cede escolas devolutas

A autarquia de Moimenta da Beira celebrou com as juntas de freguesia e com algumas associações protocolos de cedência das escolas devolutas. O objectivo é permitir a dinamização das instalações das referidas antigas escolas primárias do concelho.

Para além da preservação do património, a iniciativa vem, segundo a autarquia, "dignificar um espaço que é por excelência uma referência em cada freguesia".

Nos edifícios devolutos serão instalados centros de convívios para crianças e idosos, ludotecas, grupos etnográficos, centros de apoio social, entre outras actividades.

Os protocolos foram assiandos no dia 19.
Fonte:JornaldoCentro

sábado, 23 de maio de 2009

«Desporto» - Divisão de Honra

Santar, Resende e Pesqueira despromovidos à I Divisão Distrital

Caíu o pano sobre a edição de 2008 / 2009 da Divisão de Honra da Associação de Futebol de Viseu.

A última jornada serviu apenas para definir posições na tabela classificativa, e para confirmar quais as três equipas despromovidas à I Divisão Distrital.

Sporting de Santar, Resende Pesqueira, são as formações que descem de escalão, numa temporada que confirmou o Mangualde como Campeão Distrital, marcando o regresso do Desportivo às competições nacionais, onde, na próxima época, vai jogar na III Divisão.

Mangualde que verá o seu lugar na Divisão de Honra ocupado pela Desportiva de Sátão, esta época despromivido aos distritais. A descida do Sátão impediu o Alvite, que disputou com o Lusitano de Vildemoinhos o playoff de subida, de ascender à Divisão de Honra. À formação do distrito resta aguardar pela eventual desistência de alguma equipa para poder competir na Divisão de Honra na próxima temporada.

Está assim cumprida mais uma época de campeonato, virando-se agora as atenções para as meias-finais e a final da Taça Sócios de Mérito da Associação de Futebol de Viseu, segunda prova mais importante do calendário distrital.

Competição que promete, até pela equipas que estão em prova.

Domingo, dia 24, jogam Moimenta da Beira - Campia, e Mangualde - Oliveira de Frades.

A final, no Fontelo, é a 30 de Maio.
Fonte:JornaldoCentro

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Sessão de Formação e Sensibilização

Primeiros Socorros e Protecção Civil

Dia 24 de Maio, pelas 16h, no Auditório Municipal Padre Bento da Guia.

Oradores: Comandante José Requeijo e Enfº José Alvaro Aparicio

Mais informações: ACRMB (clique aqui)

"Estatísticas" - Desemprego no Distrito


(clique nas imagens para ampliar)
Fonte: Jornal do Centro

«Festas» - São João 2009

Programa das Festas

(Clique na imagem para ampliar)

quinta-feira, 21 de maio de 2009

«Crónica-História» - "História da nossa terra!"

É este o pelourinho de Moimenta da Beira?

Não, não é, muito embora haja aqui e acolá quem o afirme. Não apenas de boca em boca como também num folheto informativo que recentemente que me veio parar às mãos. O monumento visível na imagem é um cruzeiro recente. Numa plataforma de três degraus quadrangulares, assenta o conjunto da base com sinal cruciforme em alto-relevo, coluna, capitel com escudo português, e remate em esfera armilar encimada de uma cruz da Ordem de Cristo.
Os cruzeiros parecem ter tido três tipologias funcionais: uma que serve para assinalar fisicamente um percurso espiritual e simultaneamente físico de uma determinada cerimónia religiosa (procissão); outra que tem a ver com a protecção das pessoas viventes das almas penadas, “que costumam habitar as encruzilhadas dos caminhos e estradas”; e uma última função que se presta à recordação - função memorialista. O cruzeiro/padrão de Moimenta da Beira, enquadra-se nesta última.
Ao longo da História de Portugal foram vários os pelourinhos que deram origem a cruzeiros, embora não tenha sido o caso do de Moimenta da Beira. Os padrões com as armas portuguesas e a esfera armilar que alguns destes cruzeiros comportam têm origem nos tempos dos Descobrimentos Marítimos. Nessa altura, os portugueses edificavam estes padrões em colunas de pedra, com o objectivo de afirmar a soberania portuguesa no local onde eram colocados. Por conseguinte, alguns datam de tempos longínquos, outros são de feitura recente, como aqueles que se destinaram a comemorar os centenários de alguns marcos da nossa História. É o caso do de Moimenta da Beira.
Os cruzeiros, padrões por excelência da fé cristã, são também símbolos iconográficos da cultura ocidental. Colocados nas ruas, nas bermas das estradas, nos largos, nos campos ou nos montes, apenas alguns constituíam um passo, ou paragem, de uma procissão, mas todos monumentalizaram e sacralizaram os lugares onde se encontram. Por muitos deles, os nossos antepassados nutriam a sua mais ardente devoção. Alguns são de granito singelo, sem relevo nem imagens. Outros, têm uma elevada riqueza artística, onde os ignorados canteiros do passado deram largas ao seu imaginário e materializaram no duro granito, com rudes mãos, a sua arte sentida.
De Norte a Sul têm surgido algumas dúvidas relacionadas com a classificação e desclassificação de pelourinhos e cruzeiros. As arenas constituídas em torno destes elementos históricos explicam-se pela importância que as comunidades atribuem à História, esgrimindo argumentos no sentido de atestar as suas origens e raízes longínquas. Contudo, não há margem para incertezas em Moimenta da Beira. Nos livros “Foral e Pelourinho de Moimenta da Beira” e “Os oito concelhos de Moimenta da Beira”, A. Bento da Guia indica o que aconteceu ao verdadeiro pelourinho que Moimenta, por ter sido concelho de justiças próprias, teve no passado.
A existência de um pelourinho em Moimenta é um dado histórico comprovado. Nos livros paroquiais aparecem menções a moradores na Rua do Pelourinho, a qual, segundo se crê é aquela que sobre do pequeno largo contíguo à Casa dos Guedes e a antiga Casa do Povo, para o Tablado. Em 18 de Janeiro de 1874 o vice-presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, comendador João de Macedo Araújo e Costa, futuro Conde da Lobata, requereu à Câmara que “fosse demolido o Poleirinho desta vila” e autorizar o Exm.º Presidente, Barão de Moimenta da Beira, a “dar à pedra o destino que julgasse conveniente.” Em 29 de Novembro do mesmo ano, o presidente da autarquia afirma em reunião da vereação, que vendera por mil réis a José Maria dos Santos, alfaiate, a pedra extraída da fraga do Pelourinho, a qual se achava depositada na Praça Camões (terreiro das freiras), antiga praça D. Luís I.
As lutas liberais grassaram com intensidade em Moimenta da Beira. Fortes partidários dos liberais, os moimentenses ficaram para a posteridade com a alcunha de malhados. As novas concepções políticas liberais opunham-se ao municipalismo antigo forjado no senhorialismo e que tinha no pelourinho o símbolo de uma autonomia de justiça. Neste contexto, foram muitos os pelourinhos derrubados, destruídos ou vendidos. Como o de Moimenta, o de Nagosa foi vendido a um particular, desconhecendo-se hoje o seu paradeiro.

Autor: Jaime Ricardo Gouveia

quarta-feira, 20 de maio de 2009

"Vídeos" - Escolas de Moimenta da Beira discutem sexualidade com alunos e pais

Discutir a sexualidade em Moimenta da Beira, já não é tabu há mais de 3 anos. No Agrupamento de Escolas deste concelho, existe um gabinete onde professores e enfermeiros do Centro de Saúde local, falam do sexo, distribuem preservativos e abordam a questão com toda a naturalidade. Os pais aprovam a ideia.

Fonte: RTP (Jornal da Tarde 20-05-2009)

---------------------------------------------------------------------------------------------

"Li os projectos de lei de educação sexual do PS e do PCP na diagonal e não vi nada de novo, nada que me surpreendesse. Na minha escola já há três anos que temos um gabinete onde professores e enfermeiros estão disponíveis para atender os alunos e onde disponibilizamos preservativos."
Ondina Freixo, 46 anos, professora de Biologia/Geologia, coordena a área da Educação para a Saúde no Agrupamento de Escolas de Moimenta da Beira,Viseu, e confessa não entender toda a "polémica" que este tema tem suscitado.

Na escola a que pertence, diz, não só as iniciativas relacionadas com a Educação Sexual são um sucesso, como "nunca houve problemas com um pai. Aliás, quando reunimos temos sempre connosco um representante da associação de pais", lembra.

A própria professora tem uma filha de 13 anos na escola. Tal como o director do agrupamento, Alcides Sarmento, que tem duas filhas, uma de 17 e outra com 14. "Acreditei no projecto e fomos vendo a sua aplicação. Visto em abstracto tive alguns receios, quando isto começou. Mas acho que para esta avaliação até conta mais a minha experiência como pai que como responsável escolar e concluí que acabou por facilitar a educação das minhas filhas."

O agrupamento de Moimenta da Beira não é o único no País a ter um gabinete de atendimento e a disponibilizar preservativos: há escolas, como a Lima de Freitas (Setúbal), onde há mais de dez anos se criaram gabinetes e, na sequência da lei de 1999, se disponibilizaram preservativos.

Legalmente, o acesso a preservativos nas escolas secundárias já está previsto desde 1999, mas o Ministério da Educação não tem dados sobre quantas o facultam.

Fonte: DN

terça-feira, 19 de maio de 2009

«C.D.R.» - Aposta de Resultados - FINAL




Terminada a época da Divisão de Honra da AF Viseu, fica concluído o passatempo das Apostas.

O blogue MNN agradece a todos os que apostaram nos resultados do CDR ao longo da época.
Para a Próxima época há mais, contamos com todos os Visitantes.

«Crónica-Arqueologia» - Marcos da UC

Marcos da Universidade de Coimbra no concelho de Moimenta da Beira

Estes importantes testemunhos ligados à demarcação das terras pertencentes à Universidade de Coimbra foram recentemente alvo de um trabalho de pesquisa e levantamento, tendo em vista a sua "integração histórica" no património do nosso concelho.
A mudança definitiva da Universidade de Lisboa para Coimbra em 1536 implicou também a incorporação de bens e direitos para a mesma instituição, permanecendo desta forma até à segunda metade do século XVIII.
Uma vez que a instituição necessitava de meios para subsistir, as terras de Moimenta da Beira foram anexadas à Universidade de Coimbra, que tomou posse da administração das mesmas, recebendo os frutos e os dízimos (rendas) dos territórios.
A demarcação das terras consistiu em definir limites precisos. Para esse fim foram implantados inúmeros marcos com a inscrição da Universidade: DE V. (ou) V. DE (gravada na rocha, em sentido vertical ou horizontal). A letra V substitui o U e é, na maioria dos casos, a letra maior.
Estes marcos expressam-se em blocos de pedra afeiçoados ou em afloramentos rochosos relativamente imponentes do ponto de vista paisagístico. Muitas vezes, as inscrições gravadas nos afloramentos são acompanhadas de cruzes, sendo provavelmente de data anterior. Esta seria a principal preocupação da respectiva instituição em actualizar o registo dos seus bens e direitos.
Os marcos funcionavam como um todo, “fechando” a área demarcada. Hoje, muitos deles encontram-se abandonados e destruídos.
Casos há em que os marcos da Universidade de Coimbra servem de canteiros, outros são utilizados como degraus, soleiras ou padieiras, ou servem para suportar frontarias de velhas habitações ou ainda para enfeitar os jardins.
No que respeita à sua implantação, os afloramentos rochosos constituem limites pontuais, ao passo que os blocos de pedra afeiçoados poderão estar deslocados da antiga demarcação.
Registaram-se, até ao momento, cerca de 140 marcos, numa área específica do concelho e, apesar do abandono a que a maior parte está votada, alguns ainda não perderam a sua identidade, sendo reutilizados como limites de freguesias e de concelhos.
Uma vez feita a inventariação destes elementos, pretende-se que os mesmos venham a identificar as terras pertencentes à Universidade no concelho de Moimenta da Beira e estudar os comportamentos sociais daí resultantes.


Autor: José Carlos Santos

segunda-feira, 18 de maio de 2009

II ENCONTRO DAS CPCJ´S DOURO SUL

No âmbito da sua acção, a Comissão de Protecção de Crianças e Jovens de Moimenta da Beira irá promover, no próximo dia 3 de Junho, a partir das 9h 30m, no Auditório Municipal Padre Bento da Guia, o II Encontro das CPCJ´s Douro Sul - “Prevenção, Intervenção e Repercussões em Situações de Risco”.

Esta Acção de Sensibilização/ Formação é dirigida essencialmente para elementos das CPCJ´s, e outros profissionais ligados às áreas de Infância e Juventude, tais como Assistentes Sociais, Psicólogos, Educadores de Infância, Professores, Médicos, Enfermeiros, etc.

Os principais objectivos da referida acção são: reflectir sobre a intervenção social em contexto de risco, promover uma reflexão sobre a problemática dos maus-tratos em crianças e jovens, enriquecer a formação dos profissionais que trabalham na área das crianças e jovens, bem como consciencializar a comunidade em geral e tornar mais efectiva a sinalização de situações de risco, para uma intervenção atempada, com o objectivo final de promover uma melhoria na qualidade de vida e bem estar das crianças e jovens.

Data: 03-06-2009 ; Local: Auditório Municipal ; Organização: CMMB

domingo, 17 de maio de 2009

Praça Pública - Semanal

Porém, ele fica - "José Leite Pereira"

Acabou o tabu de Manuel Alegre. Fica no PS. Isso é obviamente bom para o PS mas não significa que Alegre fique calado, acrítico. Mas isso, no momento, conta pouco.
Alegre, anunciando a sua permanência, nada disse sobre se participaria ou não na campanha eleitoral, mas isso também pouco conta. Ontem mesmo uma declaração posterior ao anúncio veio clarificar que nada foi negociado entre ele e Sócrates, tão-pouco lugares de deputados para os seus seguidores. A nota contraria notícias vindas a público, mas o que a Alegre deve doer mais são alguns comentários que andam na blogosfera, comentários que não vale a pena citar, porque são injustos. Alegre não é um traficante de influências - nunca foi - mas a sua presença no partido, nos últimos tempos percebia-se mal, como mal se percebe como fica, porque a verdade é que Sócrates não mudou nem o discurso nem a prática política que tantas críticas mereceram. Porém, ele fica.
A permanência de Alegre, a inexistência de um novo partido, a inoportunidade de um acordo com o BE são uma garantia para o PS, mas nada acrescentam a Alegre, a menos que ele esteja a preparar-se para nova candidatura a Belém e considere que o PS não terá outra saída senão apoiá-lo. A verdade é que também aí Sócrates nada alterou, nada teve necessidade de dizer. Ou seja: Manuel Alegre fica no PS porque, para além dessa ser a sua família política há muitos anos, não tem nenhum motivo para sair, ou pelos menos não tem a garantia de que, saindo, a vida lhe corra melhor. E o que é verdade é que Sócrates nada teve de fazer a não ser esperar que Manuel Alegre chegasse a essa conclusão. Para quem está acossado por vários lados e envolvido, nos últimos meses, de uma forma pouco comum, em várias trapalhadas, a permanência de Alegre no PS acaba por funcionar como uma vitória pessoal de José Sócrates. Pelo contrário, à direita e à esquerda a decisão de Alegre obviamente não será agradável. Sobretudo para Louçã e para uma certa esquerda não comunista que, embora resignada aos "timings" de Manuel Alegre, beneficiou durante largos meses com a possibilidade de uma cisão no PS. É a vida.
A maioria dos novos desempregados vive no Norte, no Centro e nos Açores. A crise veio agravar condições de vida que já eram inferiores a outras regiões do país. O Norte, nomeadamente, continua a ser a região mais atingida, porque é aqui que está grande número das empresas que têm falido. Viver no Norte não pode ser um estigma e é tempo de exigir solidariedade. Essa solidariedade terá de passar necessariamente por discriminações positivas. Recentemente, o primeiro-ministro admitiu, em entrevista ao JN, adoptar medidas de combate à crise com carácter regional. É tempo de encarar a sério essa possibilidade.
Fonte: Jornal de Notícias

sábado, 16 de maio de 2009

«Notícia» - Contar histórias aos mais velhos em Mta da Beira

Ouvir ler é para os idosos de Moimenta da Beira uma actividade que já faz parte das suas rotinas. Todos os meses duas técnicas da Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro e uma voluntária levam, até aos Centros de Dia e Lares, histórias que fazem parte do património tradicional e que se encontram guardadas nos livros.

No Centro Comunitário de Alvite é com ansiedade que os idosos aguardam por mais uma visita vinda da Biblioteca. A directora técnica do Centro, Palmira Lourenço, salienta a importância deste projecto, afirmando que desta forma "os idosos revivem a memória e são incentivados, os que sabem ler, a retomar ao gosto pela leitura". E as vantagens tornam-se visíveis quando Palmira Lourenço refere que "alguns até já gostam de ler os jornais que chegam ao Centro".

Mas as técnicas não partem apenas com o objectivo de ler algumas linhas dos livros que escolheram para mais uma visita, elas procuram também serem ouvintes das histórias guardadas na memória dos idosos.

A técnica da Biblioteca, Ângela Machado, considera que, desta forma, "a leitura é promovida", no entanto, "sempre com base em pequenos excertos evitando os textos muito longos".

Habituados a ver, diariamente, as mesmas caras, Ângela Machado salienta a importância do contacto diferente que acabam por estabelecer quando são visitados pelas técnicas. "É uma companhia nova que recebem", afirma.

Para além do momento de leitura, este projecto inclui outras actividades temáticas, mais direccionadas para os trabalhos manuais. "Em Maio, mês de Maria, vão ser projectadas imagens sobre a Nossa Senhora e vão ser feitos terços para distribuir pelos idosos", adianta Ângela Machado. Segundo a técnica, o que os idosos "gostam mais é de ouvir música". "No Carnaval adoraram o baile de máscaras e em Abril o ateliê que ensinava a fazer cravos de papel", conclui.

Junho será o mês de encerramento do projecto que retoma em Setembro com novas actividades feitas a pensar nos mais velhos.
Fonte: Jornal do Centro

«Andebol» - Selecção em Moimenta da Beira

Portugal - Luxemburgo em Moimenta da Beira

Portugal vai jogar em Moimenta da Beira, no dia 13 de Junho, pelas 17h00, mais um encontro da fase de apuramento para o Campeonato da Europa de Andebol, que se disputa na Áustria em 2010.

Um jogo muito importante para Portugal que continua na corrida ao Europeu, depois de três vitórias e um derrota no jogos que já fez.

Depois da estreia nesta fase de apuramento no jogo disputado em Viseu, frente à Letónia (33 – 31), e de ter repetido o triunfo uma semana depois em casa do seu adversário (25 – 31), os comandados de Mats Olsson perderam na Póvoa de Varzim com a poderosa selecção da França (24 – 31) tendo depois ganho no Luxemburgo (26 – 31).

O jogo no Pavilhão de Moimenta da Beira com os luxemburgueses poderá ser de vital importância, até porque, três dias antes, Portugal recebe a República Checa. Segue-se a deslocação a França, três dias depois, antes de receber os checos.
Fonte: Jornal do Centro

sexta-feira, 15 de maio de 2009

«Desporto» - Divisão de Honra

Luta pelo 3º lugar em aberto
Com o título de campeão entregue e com as equipas despromovidas já conhecidas, o foco de interesse na última jornada da Divisão de Honra é a luta pelo terceiro lugar visto que a Sampedrense já tem a vice-liderança garantida.

São três as equipas que lutam, na próxima e última jornada do escalão maior sénior da Associação de Futebol de Viseu, pelo terceiro lugar do pódio.

O actual detentor do lugar, a formação do Moimenta da Beira, joga em casa diante do Sporting de Lamego e pode até nem ser preciso ganhar para segurar esse posto que, a concretizar-se, seria um recorde absoluto para o emblema das 'terras do Demo' que, como se sabe, tem como melhor classificação de sempre na Divisão de Honra um sexto lugar.
Porém, Santacombadense a um ponto e o Recreio da vila de Canas de Senhorim a dois, estão atentas a um eventual deslize para poderem melhorar a sua classificação. Para tal, também não poderão perder pontos nos seus desafios. Os 'pinguins do Dão' visitam o Parada, enquanto o Canas de Senhorim de Tozé Fonseca recebe o Lamelas.

Dia de decisões no meio da tabela
Ainda muito equilibrado e por definir está o 'meio' da tabela classificativa. Entre o 7º e o 12º classificado existe apenas uma diferença de quatro pontos pelo que ainda poderá haver muitas modificações, ainda que sem efeitos práticos. Nesta 'luta', destaque para a visita do Campia ao Clube Atlético de Molelos e para a deslocação da Tarouquense até Resende.
Entretanto, o tranquilo campeão Mangualde joga em Oliveira de Frades naquele que é o encontro de despedida de Rui Manuel (direcção não renovou com o técnico e será substituído por João Bento) e o segundo classificado, a Sampedrense, viaja até Vila Nova de Paiva, onde o clube local tem já a manutenção garantida.
Fonte:Diário de Viseu

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Jornal Beirão «1ª Página» - 13ª Edição

(Clique na imagem para ampliar)

«Região» - Douro vem a Lisboa no Domingo

Região apresenta-se no Rossio

A região do Douro vai apresentar-se em Lisboa, neste domingo, 17 de Maio, no âmbito da “Mostra Ibérica de Regiões” do IV Desfile da Máscara Ibérica, que assinala o início das Festas de Lisboa 2009.
Artesanato ao vivo e exposição de peças, degustação de iguarias, provas de vinho e actuação de vários grupos da região, são algumas das demonstrações que terão lugar.
A Mostra Ibérica vai apresentar na sexta-feira as regiões de Ourense/Galiza e no Sábado, Zamora.
A partir das 10h30, o Rossio vai ser animado pela Banda de Música da Cumieira (às 10h30 e 16h00), de Santa Marta de Penaguião, o Grupo de Concertinas e Gaitas de Foles da Escola de Concertinas do Douro, muito ligado à actividade do campo e colheitas, (11h30 e 15h30) e o Grupo de Cantares “Fiarresgas” (14h30 e 17h00), de Vila Nova de Foz Côa.
No domingo, há também artesanato ao vivo pela Tanoaria de Sanfins do Douro e exposição de artesanato local, incluindo máscaras de madeira típicas do Carnaval de Lazarim.
Ao longo dos três dias vão realizar-se provas de vinhos – da região, do Porto, Espumante e Moscatel – e de especialidades regionais, como os suspiros de amêndoa de Foz Côa, doces de amêndoa de Moncorvo, cavacórios e covilhetes de Vila Real, cerejas e bola de Lamego, ou azeites de Almendra.
Ao longo dos três dias, o Rossio vai contar ainda com um espaço para a máscara ibérica, e serão realizados ateliês “Máscara Kids”, para os mais novos.
A iniciativa tem o apoio das câmaras municipais de Vila Nova de Foz Côa, Alijó, Moimenta da Beira, Lamego, Santa Marta de Penaguião, da Associação de Empresários de Hotelaria e Turismo do Douro, da Rota do Vinho do Porto e de várias cooperativas, confrarias, quintas e adegas do Douro.
De 15 a 17 de Maio, o IV Desfile da Máscara Ibérica, em que se insere esta mostra, é promovido pela Câmara Municipal de Lisboa, pela EGEAC (Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural) e pela Progestur, associação que procura desenvolver e promover o que de mais autêntico marca a cultura portuguesa.
Fonte:PressTur

«Debate» - "A Crise & O estado da nossa Vila" -20/04/2009

Como sabemos, a famosa "Crise" tocou, e toca, a todos e a nossa Vila não é excepção. Portanto, este debate, pretende "abrir as portas" à discussão sobre qual impacto que esta crise teve na nossa terra e tudo o que daí possa advir.

- Qual o impacto da crise na nossa vila?
- Qual o futuro das nossas terras?
- Qual o estado da nossa vila?
- Quais os "caminhos" a seguir?
- Que investimentos são essenciais?

Comentem...

quarta-feira, 13 de maio de 2009

«Divulgação» - "Porco à solta" Festas S.João 2009


«Divulgação» - Banco Local de Voluntariado - Mta da Beira



(Clique nas imagens para ampliar)

«Informação» - Futsal S.João 2009

A pedido da Comissão de Festas do S.João 2009 publicamos a seguinte informação:

PARA FACILITAR O PROCESSO DE INSCRIÇÃO DAS EQUIPAS DE FUTSAL INFORMAMOS QUE PODEM LEVANTAR A RESPECTIVA "FICHA DE INSCRIÇÃO" NOS SEGUINTES LOCAIS: CAMÂRA MUNICIPAL; BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS; PASTELARIA MARTINS; CAFÉ MADRILENA OU PELOS CONTACTOS QUE CONSTAM NO CARTAZ.

terça-feira, 12 de maio de 2009

«Notícia» - Jovens de Moimenta da Beira recebem prémio do Parlamento Europeu


Fingir ser deputado não é uma brincadeira de criança. Pelo menos para os alunos do Agrupamento de Escolas de Moimenta da Beira. Através de um projecto do Parlamento Europeu, em que os alunos simulam a vida de um deputado, com a apresentação de projectos e propostas de leis, os jovens do 11º e do 12º anos daquela escola tiveram a oportunidade de conhecer essa instituição européia, em Estrasburgo, na França. Apesar de ser considerado um jogo didáctico, essa actividade acaba por ser um verdadeiro exercício de cidadania.
Maria João Rede tem 18 anos e é líder do grupo que defendeu o projecto “Participação Cívica dos Jovens” do Parlamento Europeu. Durante três anos as estudantes Liliana Souto, Catia Camilo, Jeanete Fernandes, Raquel Silva, Inês Casimiro, Andréia Paiva, além de Maria João, participaram num jogo didáctico que envolveu escolas de todo o país, bem como escolas da União Européia. O resultado foi o terceiro lugar a nível europeu para a escola de Moimenta.

Como vice-presidente da Associação Distrital do Círculo de Viseu, Maria João, junto com as suas colegas, apresentaram opções sobre o que se pode “mudar na sociedade”.

“O jogo trata-se de uma simulação. Embora eu goste de política, não gostaria de seguir esse ramo, pelo menos por enquanto”, observou a aluna, que se diz surpresa com o Parlamento, pois “nunca imaginou como seria ver os deputados” a trabalhar.

José Mendes, de 23 anos, frequenta o 12º ano em Moimenta da Beira. Com a visita, este jovem teve a oportunidade de conhecer pela primeira vez o Parlamento Europeu. Na memória, fica a grandeza daquela instituição.

“Ser deputado é uma profissão interessante, já que há a possibilidade de ajudar a comunidade européia. Gostei de conhecer a organização do Parlamento, bem como as suas funções. Acredito que os eurodeputados trabalham para o bem estar e o futuro dos europeus”, destacou o aluno.

Conhecer a política europeia

“É importante o cidadão perceber como é importante acompanhar a política européia. Os alunos de Moimenta da Beira devem estar gratos, pois são poucos os portugueses que conseguem ir ao Parlamento”, alertou Ana Antunes Vieira, directora geral de comunicação da Unidade de Visitas e Seminários do Parlamento, que foi quem recebeu o grupo português.

Ana Vieira apresentou aos alunos o organograma de funcionamento da unidade parlamentar e aproveitou para dizer que é “fundamental lutar contra a abstenção nas eleições européias” em Junho deste ano.

Já o socialista português Manuel dos Santos, vice-presidente do Parlamento Europeu, realçou que as eleições européias “ajudam a fortalecer a União Européia e o Parlamento”. O deputado salientou que a iniciativa de levar jovens portugueses ao Parlamento “é para continuar”.

“Está previsto mais investimento para essas visitas ao Parlamento”, disse o eurodeputado.

Formar cidadãos

Uns dos impulsionadores e coordenadores desse projecto em Moimenta da Beira foram os professores Maria do Carmo Aires e João Carlos Ferrari. Juntos, avaliaram e sugeriram mudanças no projecto, que rendeu a escola um diploma e um cheque assinado pelo Parlamento Europeu. Embora o valor não tenha sido revelado, o montante pagou os custos da viagem.

Os docentes recordam que “foi muito fácil coordenar esse projecto, uma vez que contaram com uma grande motivação e empenho por parte dos alunos”.

“Contamos ainda com o apoio do Conselho Executivo da escola, da autarquia da Moimenta da Beira, das Juntas de Freguesia do concelho e de algumas empresas locais. Essa viagem era um sonho, pois os alunos começaram por ser deputados na escola e acabaram por conhecer por dentro o Parlamento Europeu”, salientaram Maria do Carmo e João Ferrari.

O trabalho contou com a colaboração do Clube Europeu, do Agrupamento Vertical das Escolas de Moimenta da Beira, da Assembléia da República portuguesa, do Ministério da Educação, do Centro Jacques Delors de Portugal e da Unidade de Escolas e Seminários do Parlamento Europeu. A viagem a Estrasburgo e Paris foi apenas o culminar desse projecto, que reuniu alunos e professores.

“O balanço da viagem foi positivo. Conseguimos concretizar os nossos objectivos. Temos grande expectativa na continuação desse projecto”, sustentou Maria do Carmo.

Para dar continuidade aos trabalhos do Parlamento Europeu, já no início de Setembro, um novo grupo de trabalho, liderado por Mariana Nascimento, de 14 anos, assume agora as actividades. O tema a ser tratado é “Sexualidade e afectos”.

“Espero que os projectos de Moimenta sejam aprovados. Tenho em mente que, através desse trabalho, eu e as minhas colegas vamos poder desenvolver a nossa capacidade intelectual e o nosso espírito crítico”, salientou Mariana.

Para Alcides Sarmento, presidente da Comissão Executiva Instaladora do Agrupamento de Escolas de Moimenta da Beira, o importante, além da classificação da escola no projecto, é a participação dos alunos.

“Este projecto do Parlamento Europeu enquadra-se mais como uma actividade didáctica. Na minha opinião, mais do que ficar em terceiro lugar, é importante a participação dos alunos nessa iniciativa. A escola apoiou o projecto, uma vez que a nossa missão é a de formar cidadãos. Fico satisfeito em saber que os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer o funcionamento de uma instituição européia como o Parlamento”, referiu.

Este responsável garantiu ainda que guarda “boas expectativas” de que esse projecto continue na escola com o novo grupo de trabalho. “A transição vai ser pacífica e fácil”, sublinhou Alcides Sarmento.

Fonte:showdeletras

«Distrito» - Gabinetes de Inserção Profissional

Autarcas do PSD contestam selecção de candidaturas aos Gabinetes de Inserção Profissional

Autarcas social-democratas do distrito de Viseu contestaram a forma como foram seleccionadas as candidaturas para instalação dos Gabinetes de Inserção Profissional, lamentando que tenham sido preferidas sobretudo Juntas de Freguesia socialistas ou entidades conotadas com o PS.
Em conferência de imprensa, autarcas de Mangualde, Tabuaço, Penalva do Castelo, Moimenta da Beira, Vouzela e Santa Comba Dão, que tiveram a solidariedade de outros que também viram preteridas as suas candidaturas, denunciaram a "completa instrumentalização para fins eleitoralistas de uma medida que visava combater eficazmente o problema do desemprego".
O presidente da Câmara de Mangualde, Soares Marques, lembrou que o Governo criou estes gabinetes na sequência da crise e "do facto de o desemprego estar a subir galopantemente no país".
"Pensávamos que seriam privilegiadas as autarquias. Mas qual não foi o nosso espanto quando tivemos conhecimento de que, na esmagadora maioria dos casos, as Câmaras que ofereciam condições logísticas para a criação destes gabinetes, que tinham recursos humanos capazes - como psicólogos, assistentes sociais, antropólogos, sociólogos - foram preteridas", lamentou.
Soares Marques lembrou que as Câmaras são "uma espécie de testas de ferro às quais ocorrem todas as pessoas que são atingidas pelo flagelo do desemprego" e que foram elas que criaram "mecanismos e estruturas de apoio nas mais variadas dimensões da actividade autárquica para corresponder às necessidades das populações".
"Foi com um misto de raiva, de repúdio e de indignação que fomos confrontados com o facto de estas Câmaras, que fizeram grandes investimentos, foram postas claramente de lado e foram privilegiadas quase exclusivamente Juntas de Freguesia do PS", afirmou, lembrando que estas não têm, por exemplo, "os meios suficientes para gradualmente poderem assumir para si estes gabinetes, como decorre da legislação".
O presidente da Câmara de Vouzela, Telmo Antunes, contou que das 24 Câmaras do distrito de Viseu todas apresentaram candidaturas, à excepção de Tondela e de S. Pedro do Sul, porque têm centro de emprego.
"As quatro do PS foram contempladas com as candidaturas, das do PSD apenas foram contempladas Viseu, Sátão e Armamar", referiu.
Acrescentou que no caso de Viseu, "como em 31 freguesias 29 juntas são do PSD, era difícil acertarem numa do PS", enquanto que no caso de Armamar, a única candidatura foi mesmo a da Câmara.
Fonte:DiáriodeViseu

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Não é a crise que nos destrói. É o dinheiro «Mário Crespo»

Nesta fase

Nada no mundo me faria revelar o nome de quem relatou este episódio. É oportuno divulgá-lo agora porque o parlamento abriu as comportas do dinheiro vivo para o financiamento dos partidos. O que vou descrever foi-me contado na primeira pessoa. Passou-se na década de oitenta. Estando a haver grande dificuldade na aprovação de um projecto, foi sugerido a uma empresária que um donativo partidário resolveria a situação. O que a surpreendeu foi a frontalidade da proposta e o montante pedido. Ela tinha tentado mover influências entre os seus conhecimentos para desbloquear uma tramitação emperrada num labirinto burocrático e foi-lhe dito sem rodeios que se desse um donativo de cem mil Contos "ao partido" o projecto seria aprovado. O proponente desta troca de favores tinha enorme influência na vida nacional. Seguiu-se uma fase de regateio que durou alguns dias. Sem avançar nenhuma contraproposta, a empresária disse que por esse dinheiro o projecto deixaria de ser rentável e ela seria forçada a desistir. Aí o montante exigido começou a baixar muito rapidamente. Chegou aos quinze mil Contos, com uma irritada referência de que era "pegar ou largar". Para apressar as coisas e numa manifestação de poder, nas últimas fases da negociação o político facilitador surpreendeu novamente a empresária trazendo consigo aos encontros um colega de partido, pessoa muito conhecida e bem colocada no aparelho do Estado. Este segundo elemento mostrou estar a par de tudo. Acertado o preço foram dadas à empresária instruções muito específicas. O donativo para o partido seria feito em dinheiro vivo com os quinze mil Contos em notas de mil Escudos divididos em três lotes de cinco mil. Tudo numa pasta. A entrega foi feita dentro do carro da empresária. Um dos políticos estava sentado no banco do passageiro, o outro no banco de trás. O da frente recebeu a pasta, abriu-a, tirou um dos maços de cinco mil Contos e passou-a para trás dizendo que cinco mil seriam para cada um deles e cinco mil seriam entregues ao partido. O projecto foi aprovado nessa semana. Cumpria-se a velha tradição de extorsão que se tornou norma em Portugal e que nesses idos de oitenta abrangia todo o aparelho de Estado.

Rui Mateus no seu livro, Memórias de um PS desconhecido (D. Quixote 1996), descreve extensivamente os mecanismos de financiamento partidário, incluindo o uso de contas em off shore (por exemplo na Compagnie Financière Espírito Santo da Suíça - pags. 276, 277) para onde eram remetidas avultadas entregas em dinheiro vivo. Estamos portanto face a uma cultura de impunidade que se entranhou na nossa vida pública e que o aparelho político não está interessado em extirpar. Pelo contrario. Sub-repticiamente, no meio do Freeport e do BPN, sem debate parlamentar, através de um mero entendimento à porta fechada entre representantes de todos os partidos, o país político deu cobertura legal a estes dinheiros vivos elevados a quantitativos sem precedentes. Face ao clamor público e à coragem do voto contra de António José Seguro do PS, o bloco central de interesses afirma-se agora disposto a rever a legislação que aprovou. É tarde. Com esta lei do financiamento partidário, o parlamento, todo, leiloou o que restava de ética num convite aberto à troca de favores por dinheiro. Em fase pré eleitoral e com falta de dinheiro, o parlamento decidiu pura e simplesmente privatizar a democracia.
Fonte:JN

«C.D.R.» - Aposta de Resultados

Na tabela ao lado surge a classificação geral.

Os resultados desta jornada foram:
Séniores:
Sampedrense 2-0 CDR

Próxima ronda de apostas:
Séniores: 17 Maio 2009
CDR Vs Sp. Lamego

Convém lembrar que a ronda de apostas fecha às 13 horas de Domingo.

Boas Apostas

«BMAR» - NEWSLETTER - Maio 2009

(Clique na imagem para ampliar)

sábado, 9 de maio de 2009

"GNR" - Ladrão apanhado em flagrante

Um indivíduo, de 31 anos, foi detido em Moimenta da Beira quando se preparava para assaltar um estabelecimento comercial.

De acordo com informações da Guarda Nacional Republicana, o homem foi apanhado, em flagrante, pelo proprietário da loja, que, já depois de encerrar, passou pelo local e se apercebeu de movimentações estranhas no interior do estabelecimento. O dono alertou de imediato as autoridades e esperou pela chegada da patrulha do posto local da GNR, que procedeu à detenção do intruso.


Segundo a mesma fonte, o indivíduo é "um velho conhecido" daquela força de segurança, contando com antecedentes criminais por diversos outros furtos perpetrados na região. Presente a tribunal, ficou sujeito ao termo de identidade e residência, enquanto que o processo baixou a inquérito.

Fonte: Diário de Viseu

«Divulgação» - 1º GP Carrinhos de Rolamentos


A A.C.R.M.B. vai realizar amanhã, domingo, dia 10 de Maio, pelas 15h, o 1º Grande Prémio de Carrinhos de Rolamentos de Moimenta da beira.
Este género de provas têm vindo a ser realizadas um pouco por todo o País, com sucesso, e têm atraindo um significativo número de concorrentes, como tal a A.C.R.M.B. gostaria de proporcionar aos habitantes do Concelho de Moimenta da Beira, e não só, a possibilidade de construírem e participarem com os seus próprios carrinhos numa prova divertida e interessante.
Mais info

sexta-feira, 8 de maio de 2009

«Nota de Esclarecimento» - Reuniões da Câmara, sem papel...

Em resposta a alguns comentários referentes à notícia veiculada no nosso blogue, a respeito das "Reuniões de Câmara sem Papel", passamos a publicar, a pedido do Gabinete de Apoio à Presidência, o seguinte:

"Em papel timbrado ou em suporte digital, o esclarecimento, o diálogo e a verdade, são os melhores ingredientes de uma democracia. É uma vergonha que se especule apenas para fomentar a discórdia e a intriga.
Dada a impossibilidade de conciliação entre a data prevista para a final de andebol (que consagra a subida da equipa de juvenis masculino à divisão nacional) e, o Torneio de Futsal 24 horas (que reforça a dinâmica desportiva no município, com ênfase nesta modalidade em forte incremento, ilustrando também o cartaz de Festas S. João/2009), foi decidido pelo Vereador do Desporto e Vice-Presidente da Câmara Municipal Moimenta da Beira conceder o espaço do Pavilhão Municipal ao Torneio de Futsal 24 horas, face à data da entrega do pedido de ocupação do pavilhão.
Como é da sua maneira de ser, e dentro das suas atribuições, o Presidente da Câmara Municipal apenas sugeriu às partes que tentassem conciliar estes dois importantes eventos para o Município, o que infelizmente terá sido inviabilizado pelo facto da Federação Portuguesa de Andebol não ter autorizado a alteração da data.
Facto lamentável para aqueles que gostam verdadeiramente de Moimenta da Beira.
Mais do que a modernização dos procedimentos provocados pelo "choque tecnológico", acessível a todos, vale certamente mais ainda o respeito, tolerância e equidade com que se tratam todos os cidadãos.

O GABINETE DE APOIO À PRESIDÊNCIA"

«Incêndios» - Moimenta da Beira em risco Máximo

Bragança, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Santarém e Portalegre são os seis distritos de Portugal continental que esta quinta-feira têm um risco de incêndio «Muito Elevado». O concelho de Moimenta da Beira, no distrito de Viseu, encontra-se mesmo em risco «Máximo».

Segundo o Instituto de Meteorologia, alguns concelhos destes distritos apresentam também risco «Elevado», tal como os distritos de Leiria, Coimbra, Évora, Setúbal e Faro.

Os concelhos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Lisboa e Beja apresentam risco «Moderado» ou «Reduzido».

A escala de risco de incêndio apresenta cinco níveis, entre «Reduzido» e o «Máximo».
Fonte: TVI24 e meteo.pt

quarta-feira, 6 de maio de 2009

«Crónica-Arqueologia» - O Castro de Sanfins

Com o advento da metalurgia – primeiro o cobre (Calcolítico), depois o bronze e o ferro – assiste-se ao início de uma revolução tecnológica e cultural que foi evoluindo com a descoberta dos respectivos metais. Existe maior quantidade e diversidade de artefactos metálicos em circulação. Verifica-se uma hierarquização das comunidades associada ao desenvolvimento de uma economia agro-pastoril.
Surgem-nos povoados no cimo dos montes com defesas naturais excepcionais e/ou amuralhados: o Castro de Sanfins (855 metros de altitude), o Penedo da Pena em Leomil (920 metros de altitude), o Castelo de Ariz (937 metros de altitude), o Muro de Peravelha (850 metros de altitude), entre outros, a que se podem adscrever cronologias tanto do Calcolítico, como das Idades do Bronze e do Ferro, e até dos Períodos Romano e Alto-Medieval.
Os locais escolhidos para a sua implantação caracterizam-se essencialmente por um excelente domínio visual e pela proximidade de cursos de água.

Também conhecido por Castro de Paredes Secas, o Castro de Sanfins (freguesia de Paçô) é um desses testemunhos da cultura castreja que demonstra a organização dos povos em aglomerados defensivos.
Devidamente sinalizado a partir da EN 226, situa-se a Sudoeste da povoação de Sanfins, da qual dista cerca de um quilómetro, estendendo-se até à área do concelho de Tarouca (Mondim da Beira).
Os primeiros estudos deste local devem-se ao Abade Vasco Moreira (Monografia do Concelho de Tarouca, 1924) e ao Dr. José Leite de Vasconcelos (Memórias de Mondim da Beira, 1933), que registam o aparecimento de fragmentos cerâmicos (olaria doméstica e de cobertura), objectos de pedra (machados de pedra polida, etc.), moedas, objectos metálicos (fíbulas e fivelas de bronze, restos de objectos de ferro) e de vidro, depositados no Museu Etnográfico de Lisboa.

De facto, as prospecções arqueológicas recentemente efectuadas neste local permitiram detectar inúmeros fragmentos de cerâmica à superfície e casas de planta circular, quadrangular, oval e uma cisterna. Podem observar-se também vestígios de duas cintas de muralha que evidenciam a grandeza do seu sistema construtivo, bem como do seu contorno delimitador.
Destaque para um topónimo muito interessante – a Porta do Sol – referindo-se a um dos acessos do lado Sul do povoado.
Verificada a riqueza arqueológica deste povoado fortificado, é urgente a sua salvaguarda pois a destruição torna-se iminente através da acção do tempo ou da incúria/vontade humana.

Autor:
José Carlos Santos

terça-feira, 5 de maio de 2009

"GNR" - Detidos por furtos

A GNR de Moimenta da Beira deteve dois homens, de 31 e 36 anos, por suspeita de furtos. O primeiro foi apanhado a roubar numa loja de fotografia, enquanto que ao outro foram apreendidos vários artigos furtados.



Fonte: Correio da Manhã

segunda-feira, 4 de maio de 2009

«C.D.R.» - Aposta de Resultados

Na tabela ao lado surge a classificação geral.

Os resultados desta jornada foram:
Séniores:
CDR 4-1 Pesqueira

Próxima ronda de apostas:
Séniores: 10 Maio 2009
Sampedrense vs CDR

Convém lembrar que a ronda de apostas fecha às 13 horas de Domingo.

Boas Apostas

«Destaque» - Site Oficial do Piloto Filipe Morais

www.fmorais.com é um site, única e exclusivamente, dedicado ao Piloto de Karts, Moimentense. Aqui podemos encontrar toda a sua história, calendário de provas, artigos diversos, galeria de imagens e alguns links úteis ligados ao mundo do Karting.
É, sem dúvida, um bom site dedicado ao excelente piloto, Filipe Morais.

O blogue MNN felicita o Filipe Morais. Boa sorte!

«Info» - Abertura do GIP na sede da JFMB

Foi assinado em sessão solene, no 'Edifício Alfândega, Sala dos Despachantes', na cidade do Porto, no dia 23 de Abril, pelas 10H30, na presença do Ministro do Trabalho acolitado pelos respectivos secretários de estado e entidades inatas, um protocolo, atinente à inserção e (re)qualificação profissional, denominado de 'Gabinete de Inserção Profissional' (GIP). O mesmo funcionará como uma extensão do Centro de Emprego de Lamego e irá funcionar efectivamente na sede da junta de freguesia de Moimenta da Beira (JFMBR), a partir do dia 04 de Maio.2009, no horário compreendido: das 09h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00, de segunda a sexta-feira, em articulação com o Centro de Emprego de Lamego (CEL), na vertente da captação das ofertas de emprego aos eventuais candidatos.
Irá concomitantemente, oferecer apoio aos concelhos de Moimenta da Beira e Penedono.
Penedono.

Resulta óbvio que, o Gabinete em apreço, tem como desideratos principais, estabelecer uma ponte/canal de comunicação, entre o CEL e a JFMBR, consubstanciado transversalmente pelo apoio aproximado aos putativos candidatos que acedam ao GIP, no âmbito da sua descentralização e 'programa simplex' implementado pelo Gov. Central, aduzindo ao facto um atendimento mais personalizado e ajustado a cada vocação, com o intuito de desanuviar e agilizar a orgânica intrínseca ao CELamego e aproximar os putativos candidatos dos seus domicílios.

Acresce que, em binário, o desiderato principal, será o de estabelecer as actividades e objectivos atinentes aos hipotéticos candidatos, visando alcançar alguns propósitos quantitativos, no combate aos elevados índices de desemprego nas zonas supra, nomeadamente no que se reporta a:

a) Informação profissional para jovens e adultos desempregados nos concelhos MBR/Penedono;
b) Apoio à procura activa de emprego nos concelhos em apreço;
c) Acompanhamento personalizado dos desempregados em fase de inserção ou reinserção profissional, nos respectivos concelhos;
d) Captação de ofertas junto de entidades empregadoras nos concelhos referidos;
e) Divulgação e encaminhamento para medidas de apoio ao emprego, qualificação e empreendedorismo, nos concelhos aludidos;
f) Divulgação de ofertas de emprego e actividades de colocação nestes concelhos;
g) Motivação e apoio à participação em ocupações temporárias ou actividades em regime de voluntariado, que facilitem a inserção no mercado de trabalho, em MBR e Penedono;
h) Técnicas de procura de Emprego e Promoção de Auto-estima/Portfólio de competências nos concelhos anteriormente referidos;
Fonte:JFMB

Bombeiros Voluntários de Mta da Beira

A pedido da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Moimenta da Beira passamos a divulgar o seguinte:

"CONVOCATÓRIA"

"Nos tennos estatutários, convoco os sócios desta Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Moimenta da Beira, para uma Assembleia Geral a realizar na sede social desta Associação, no dia 19 de Maio próximo, pelas 20 horas, a fim de tratar de assuntos constantes na ordem de trabalhos que se segue:Único - Aprovacão da Conta de Gerência do ano de 2008"

Praça Pública - Semanal

Ainda vamos andar um ano nisto? «Henrique Monteiro»

O que me assusta em todo o processo Freeport é a insensibilidade da investigação para a urgência do caso, aliada à insensibilidade do primeiro-ministro para a liberdade de expressão.

Mário Soares - com o devido respeito e amizade que por ele tenho - não tem razão quando afirma que Sócrates não devia falar do caso Freeport. Felizmente, o primeiro-ministro não seguiu o conselho e falou.

Mas, entendamo-nos: não basta a Sócrates dizer que confia na Justiça! Como bem salientou Clara Ferreira Alves, em comentário à entrevista no Expresso.pt, se a Justiça fosse de confiança, não tínhamos chegado a este ponto. Sócrates, já aqui o defendi, tem de ser proactivo na sua defesa, porque Sócrates não é um cidadão qualquer.

Ora, a investigação não nos tranquiliza. Apenas disse que talvez lá para o fim do ano tenha o caso esclarecido. Para o fim do ano - convém recordar - é depois das legislativas. E, pese o preceito de que toda a gente é inocente até condenação transitada em julgado, é estulto pensar-se que é indiferente Sócrates ir a votos com o país convencido da sua inocência ou com o país dividido acerca disso.

A convicção é um dos estados mais difíceis de explicar, por isso mesmo o eleitorado precisa e tem o direito de ter mais do que convicções. Precisa de factos.

Como, por exemplo, saber por que motivo Charles Smith falou de Sócrates como falou. O primeiro-ministro já o processou (bom passo). Mas o MP deveria dizer-nos em que ponto estamos: Smith é, ou não, um mentiroso? Ainda são precisos mais seis meses para saber isto? Ou o MP tem, ainda, dúvidas sobre Sócrates, apesar de não o constituir arguido? Se não tem dúvidas devia declará-lo solenemente e não com as evasivas do costume. O contrário disso é dar sinais de que duvida. Sinais que são escondidos pelo célebre segredo de Justiça sempre violado.

É este o mal.

Infelizmente, Sócrates prefere disparar contra televisões e jornais a falar claro e colocar tudo em pratos limpos. O que disse da TVI (canal propriedade da Prisa, próxima do PSOE, num negócio que acarinhou) pode corresponder ao que pensa. Mas esqueceu-se de acrescentar que a TVI faz um jornalismo que, por militante que seja, é legítimo. A fúria em processar jornalistas, a incompreensão sobre a liberdade de expressão - que serve também para poder atacar o líder do Governo -, não é bom sintoma.

Na verdade, governar e aturar a "rapaziada dos jornais" é difícil. Mas Sócrates tem mesmo de se contentar com isso. Pode pensar que seria bem mais fácil se não houvesse esta gente toda a chatear. Mas governar sem imprensa livre (e livre para asneirar), toda a gente sabe o que é. Tanto mais que passam hoje 35 anos sobre o 25 de Abril.
Fonte:Expresso

domingo, 3 de maio de 2009

«Notícia» - PS apresentou candidatos às autárquicas para os 24 concelhos do distrito

O Partido Socialista (PS) apresentou hoje, pela primeira vez nos últimos 16 anos, candidatos a todos os concelhos do distrito de Viseu, na corrida às Autárquicas 2009

De acordo com o presidente da Federação do PS de Viseu, José Junqueiro, o facto de apresentarem candidatos aos 24 concelhos do distrito de Viseu fica a dever-se ao bom trabalho desenvolvido, nos últimos anos, pelos quatro autarcas do PS no distrito, que lideram os concelhos de Tarouca, Resende, Cinfães e Mortágua.

Na Convenção Autárquica Distrital da Federação de Viseu do PS, que decorreu durante a tarde de hoje, no Hotel Montebelo, Junqueiro frisou que «ser autarca hoje em dia não é para qualquer um», defendendo que «um presidente de câmara tem de saber trabalhar com os seus vizinhos».

José Junqueiro pediu aos candidatos do PS às câmaras do distrito de Viseu, «que se cumpra a responsabilidade máxima de presidir às reuniões de câmara e também que tenham uma gestão equilibrada, não levando um concelho à dependência financeira, como é o caso de Vouzela».

Sem apontar o nome do autarca, o líder distrital do PS criticou um presidente de câmara do distrito por «faltar constantemente às reuniões quinzenais da autarquia».

No encerramento da Convenção Autárquica Distrital da Federação de Viseu do PS, Augusto Santos Silva considerou que o PS «concorre aos 24 municípios do distrito de Viseu com optimismo e atitude positiva».

«As pessoas do distrito sabem todas da diferença entre as quatro câmaras governadas pelo PS e as governadas pela direita» , acrescentou.

O também ministro dos Assuntos Parlamentares contou que fez uma recolha de informação e que não lhe constou que «em nenhuma câmara do PS houvesse a inauguração de um largo Oliveira Salazar».

«Também em nenhuma câmara PS um autarca veio dizer, como o autarca deste concelho (Viseu), que a melhor forma de lidar com os fiscais era corrê-los à pedrada» , criticou.

Augusto Santos Silva abordou também a questão das sondagens, «que dão o PS na frente, em todas as eleições».

No entanto, «isso não nos deve estontear ou distrair, porque ninguém ganha as eleições de véspera».

«Até lá é preciso muito trabalho e apresentar as nossas melhores ideias e pessoas» , alertou.

São candidatos pelo PS Américo Moreira (Armamar), Rogério Abrantes (Carregal do Sal), Fernando Carneiro (Castro Daire), Agostinho Ribeiro (Lamego), João Azevedo (Mangualde), José Eduardo Ferreira (Moimenta da Beira), Adelino Amaral (Nelas), Porfírio Carvalho (Oliveira de Frades), Francisco Carvalho (Penalva do Castelo), Pedro Baldeia (Penedono), Leonel Gouveia (Santa Comba Dão), João Oliveira (S. João da Pesqueira), José Carlos Almeida (S. Pedro do Sul), Nuno Bartolo (Sátão), Carlos Lacerda (Sernancelhe), João Ribeiro (Tabuaço), Carlos Viegas (Tondela), José Morgado (Vila Nova de Paiva), Viriato Garcez (Vouzela) e Miguel Ginestal (Viseu).

Recandidatam-se António Borges (Resende), Pereira Pinto (Cinfães), Afonso Abrantes (Mortágua) e Mário Teixeira (Tarouca).
Fonte: Lusa / SOL

Feliz dia da Mãe

O blogue MNN deseja a todas as Mães, Moimentenses, um Santo e Feliz "dia da Mãe"!

sábado, 2 de maio de 2009

«Desporto» - Taça Sócios de Mérito

“Lei do mais forte” imperou nos quartos-de-final

Uma ronda sem grandes supresas com os mais fortes a conseguirem, com maior ou menor dificuldade, o apuramento para as meias-finais da Taça Sócios de Mérito da Associação de Futebol de Viseu.

Numa das partidas mais aguardadas dos quartos-de-final, em Vildemoinhos, o Mangualde bateu o Lusitano por 3 a 2.

A única equipa da I Divisão ainda em prova, fez tremer o líder da Divisão de Honra. Lusitano que confirmou ser um forte candidato à subida à Divisão de Honra na próxima época, até porque está a disputar, com o Alvite, a subida de divisão, tendo ganho (2-0) o jogo da primeira-mão.

Apurados também Moimenta da Beira e Oliveira de Frades, duas das formações mais fortes da Divisão de Honra e ainda o Campia.
Fonte:JornaldoCentro

sexta-feira, 1 de maio de 2009