domingo, 2 de agosto de 2020

«Notícia» - Portugal em situação de alerta a partir das 20h00 de domingo

Portugal continental vai estar em situação de alerta a partir das 20h00 deste domingo, 2 de agosto, devido ao risco de incêndio. O anúncio foi feito pelo ministério da Administração Interna, sendo que está proibida a utilização de maquinaria agrícola, a realização de queimadas e está totalmente interdita a utilização de fogo de artificio.

Devido ao maior risco de incêndios rurais, o Governo colocou Portugal em situação de alerta a partir das 20h00 deste domingo até às 23h59 de 4 de agosto (terça-feira).

"Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio rural, os Ministros da Defesa Nacional, da Administração Interna, do Ambiente e Ação Climática e da Agricultura determinaram este domingo o Despacho que estabelece a Declaração da Situação de Alerta em todo o território do Continente".

De acordo com o comunicado, a declaração de estado de alerta deve-se à necessidade de prevenir incêndios florestais devido ao risco previsto para a maioria dos concelhos em Portugal continental.

Não será possível o acesso e permanência em espaços florestais, não poderão ser realizadas queimadas, haverá proibição total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefatos pirotécnicos e não podem ser utilizadas motorroçadoras em trabalhos em espaços rurais.

Nesta Situação de Alerta é permitido, por exemplo, alimentar animais, fazer podas, regas, extração de cortiça e mel, colheitas de culturas agrícolas, desde que "sejam de caráter essencial e inadiável", em zonas de regadio, sem materiais inflamáveis e fora de floresta e mata.

São permitidos ainda trabalhos de construção civil, "desde que inadiáveis e que sejam adotadas as adequadas medidas de mitigação de risco de incêndio rural".

A declaração da Situação de Alerta está prevista na Lei de Bases de Proteção Civil. A GNR e a PSP vão reforçar a fiscalização durante este período crítico.
Fonte: Rtp.pt

quinta-feira, 30 de julho de 2020

«Notícia» - Mais duas medalhas, em concurso internacional, para o espumante Terras do Demo

Foi na 3ª edição do concurso internacional de espumantes Brut Experience, prova que avalia a qualidade de espumantes brutos e brutos naturais do mundo. Aconteceu no passado dia 10 de Julho e contou com participação de cerca de 100 espumantes de 28 países, provados por um júri de jornalistas, sommeliers, enólogos e proprietários de lojas da especialidade.

Das três medalhas de prata conquistadas pela região Távora-Varosa, duas foram para os espumantes Terras do Demo, produzidos pela Cooperativa Agrícola do Távora, em Moimenta da Beira: o Verdelho 2017 e o rosé 2018 Touriga Nacional. “Estes prémios, como tantos outros que já conquistamos, representam o reconhecimento e a continuidade da excelência dos espumantes que produzimos nesta região”, sublinha João Silva, presidente da Cooperativa Agrícola do Távora.

São as primeiras distinções aos espumantes nestes novos tempos ainda dominados pelos acontecimentos e consequências da pandemia da covid-19. As últimas que premiaram os Terras do Demo ocorreram em maio do ano passado, na 26ª edição do Concurso Mundial de Bruxelas: ouro para um Verdelho 2016 e prata para um Touriga Nacional. Por pouco (seis décimas apenas) um Malvasia Fina não conquistou a terceira. Precisava de chegar aos 85 pontos, ficou-se pelos 84,4.

A organização do concurso internacional de espumantes Brut Experience tem assinatura da Enóphilo, pelas mãos de José Miguel Dentinho e Luís Gradíssimo, que explicam que “o Brut Experience pretende distinguir e dar a conhecer, aos consumidores, os melhores espumantes nacionais e internacionais, estimular a produção de espumantes de qualidade e contribuir para a expansão da cultura do espumante”. 

Fonte: CMMB

«Notícia» - Moimenta da Beira e Armamar - Apoios ainda não chegaram aos produtores de maçã

Os agricultores e produtores desta região estão preocupados com a ausência de resposta do Estado, já que o período de colheita está à porta.

As indemnizações, poderão, possivelmente, só ser pagas no final do corrente ano, mas, nem todas as perdas e prejuízos têm cobertura e as mesmas, dependem do volume de prejuízos.
Sendo assim, os estragos contabilizados são diferentes, em Moimenta da Beira rondam os 25%, em Armamar o prejuízo está entre os 70 e os 100% da produção.

Fonte: AliveFM.pt

quarta-feira, 29 de julho de 2020

«Desporto» - Diogo Bondoso Sobe Ao Plantel Sénior Do Académico De Viseu Da Liga Profissional De Futebol

Já era jogador do Académico de Viseu, mas nos juniores, onde foi uma das principais figuras na excelente campanha que os levou ao apuramento de campeão da ll Divisão Nacional de U19. Fruto desse admirável trabalho viu agora essa época premiada com a subida ao plantel sénior da equipa principal do Académico de Viseu Futebol Clube que milita na Liga Profissional, também conhecida por LigaPro, o segundo escalão do sistema de ligas de futebol de Portugal.

Diogo Bondoso, de Moimenta da Beira, assinou contrato de profissional válido por 3 épocas. O jovem atleta – ala esquerdo de apenas 19 anos (28 de março de 2001), que já passou pelo CD de Leomil, CDR de Moimenta da Beira, Lusitano FCV e Viseu e Benfica, tem 1.80m de altura e pesa 70Kg – é representado pela Wealth Sports, uma empresa portuguesa especializada na gestão integrada de carreiras desportivas.
 
Esta temporada 2020/2021, a equipa técnica do Académico de Viseu FC vai ser liderada pelo treinador Sérgio Bóris. Ao técnico principal junta-se Paulo Cadete, que será o treinador adjunto, Frederico, que desempenhará as funções de preparador físico, Pedro Guerreiro, o responsável pelos treinos dos guarda-redes e David Maside, o analista.

Fonte: noticiasdeviseu.com

domingo, 26 de julho de 2020

«Notícia» - Todos os trabalhos rurais proibidos até à meia-noite de terça-feira

O ministro da Administração Interna disse hoje que vão ser proibidos todos os trabalhos rurais até às 24 horas de terça-feira e que os incêndios registados nos últimos dias se devem a atividades evitáveis.

"Temos verificado mais uma vez nos últimos dias que grande parte dos incêndios são evitáveis. Nesta semana, o incêndio de Vale de Cambra começou com um churrasco, incêndio de Vila Flor no sábado começou com trabalhos agrícolas, outros incêndios também fruto de atividades absolutamente evitáveis", afirmou o ministro Eduardo Cabrita na sede da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (AENPC), em Carnaxide, Oeiras.

Nesse sentido, foi determinado que serão "proibidos todos os trabalhos em espaço rural, exceto os de combate a incêndios florestais e a garantia da alimentação dos animais pelo menos até às 24:00 da próxima terça-feira".

Risco máximo de incêndio 
Segundo o IPMA, 54 concelhos do interior Norte, do Centro, Alentejo e Algarve estão hoje em risco máximo de incêndio, designadamente municípios dos distritos de Bragança, Guarda, Viseu, Castelo Branco, Leiria, Santarém, Portalegre e Faro.

Fonte: RTP.pt

sexta-feira, 24 de julho de 2020

«Notícia» - PJ detém Homem suspeito de fogo florestal

Em Moimenta da Beira, a Polícia Judiciária (PJ) deteve um homem suspeito de ter ateado um incêndio florestal, que “colocou em perigo uma vasta mancha florestal, armazéns e habitações”.

Em comunicado a PJ adianta que o detido tem 33 anos, é madeireiro, e “terá agido num quadro de vingança sobre o proprietário do terreno”.

Ainda segundo a PJ, “o incêndio, ocorrido no dia 13 de julho” pouco depois da meia-noite, consumiu uma área de mancha florestal, colocou em risco vários armazéns e habitações, e os danos só não foram maiores devido à intervenção dos bombeiros.

Fonte: estacaodiariajornal.com

segunda-feira, 20 de julho de 2020

«Desporto» - Moimenta da Beira anuncia secção de futsal

Nesta tarde de segunda-feira (20 de julho), após a promoção por várias vezes de novidades para a época desportiva de 2020/2021, eis que o Moimenta da Beira anuncia que irá alargar horizontes para o futsal.

A equipa irá militar na Divisão de Honra da AF de Viseu, sendo que tanto a equipa técnica como os atletas que irão compor a estrutura serão anunciados nos próximos dias.

De relembrar que na passada sexta-feira teve lugar a eleição de João Silva, de 33 anos, como novo presidente do Clube Desportivo e Recreio de Moimenta da Beira.

Fundado em 1945, “Os guerreiros do Demo” abrem assim as suas portas a outra modalidade.
Fonte: jornaldocentro.pt

«Notícia» - Barragem do Vilar mais procurada em tempo de pandemia

No meio do mato situam-se os diversos pontos de lazer disponíveis na Barragem do Vilar, no concelho de Moimenta da Beira. Desde cafés com explanadas a atividades ao ar livre. O espaço utilizado para estender a toalha é também ele extenso.

Ao longo do seu comprimento observam-se os pescadores em locais mais reservados. Além deles, também alguns banhistas optam por estes espaços com uma área mais pequena e suficiente para uma família ou grupo de amigos. 

Pelas águas vêm-se as famosas gaivotas e canoas a circular. Os parques de estacionamento continuam cheios, mas mesmo assim, ainda existe espaço para os que chegam à última da hora. As esplanadas, que outrora se enchiam, este ano, devido à covid-19, mostram-se um pouco mais vazias por causa das normas de segurança. Mesmo assim, ainda se veem muitas pessoas. 

Ana Aguiar, sócio-gerente do café Ar d’Rio, reabriu o seu estabelecimento em meados de maio e teve de fazer várias mudanças. Aumentou a área de esplanada. O investimento em produtos de desinfeção foi feito para a segurança de todos. No entanto, muitos clientes não cumprem à risca as regras de segurança.

 “As pessoas não compreendem que a máscara é obrigatória e se eu lhes disser que é obrigatório ainda me tratam mal”, queixa-se. 

Ana Aguiar conta que devido ao reduzido número de casos do novo coronavírus no distrito de Viseu a população optou por fazer férias perto de casa e no interior do país. 

“A procura do nosso meio está a ser maior”, admite. 

Os emigrantes também já começaram a chegar e muitos ainda virão, acredita a empresária. 

Os concertos ao vivo no café este ano não podem realizar-se por causa da pandemia. Regressam para o próximo ano. Antes com um horário pela madrugada a dentro, o espaço hoje encerra pelas 23h00.

Perto deste estabelecimento fica um dos espaços mais concorridos. A zona do parque de merendas, que até tem grelhadores para os churrascos. 

Junto a esta área vimos crianças a brincarem na água. Os mais velhos vigiam-nas a partir das toalhas estendidas pelo chão.

Ali a sombra não é o problema, para Patrícia Carvalho, emigrante em França. “O que faz falta é a areia para as crianças brincarem”, aponta, elogiando a “água limpa e quente para nadar, além do espaço ser agradável”.

Num cantinho da Barragem situa-se a barraca para quem quer alugar canoas ou gaivotas. Estes equipamentos continuam em igual número em relação aos anos anteriores, apesar da pandemia. A sua higienização é feita agora com regularidade. 

Antes tinham uma capacidade para três pessoas, agora só podem ser usadas por duas. Muitos são os que não gostam destas novas regras e acabam por desistir da ideia de ir para a água. Mesmo assim, a sua procura continua a aumentar uma vez que “as pessoas não saem e preferem ficar no interior”, afirma Rui Marques, o dono do espaço. 

Continuando a viagem pela Barragem do Vilar, encontramos o segundo bar da praia fluvial. A este espaço está associado um parque de aventuras que se encontra fechado como forma de evitar a propagação do vírus.
Para os que procurarem este local pelo arborismo, o paintball, o slide e os insufláveis, terão de voltar no próximo ano. Também “as atividades realizadas em conjunto com os concelhos próximos tiveram de ser canceladas uma vez que não há férias desportivas”, adianta Roseta Alves, gerente do Crónicas da Terra.

A responsável acredita que “as pessoas chegam [ao Vilar] e esquecem-se que o vírus existe”. “E como há tanto ar puro acabam por se sentir bem”, defende.  

Para os que gostam de acampar, é possível fazê-lo na Barragem do Vilar. Rui Silva, funcionário do parque de campismo, garante que as recomendações estão a ser cumpridas e além destas outras foram implementadas. 

“Não podem andar descalços, disponibilizamos desinfetante para quem quiser desinfetar as mesas e cadeiras onde se vão sentar, mesmo que já o tenhamos feito antes. A piscina, que antes tinha uma lotação de 70 pessoas, agora só permitimos 30”, refere. 

Na albufeira conversámos também com dois pescadores. Enquanto olhavam para as canas da pesca, bebiam um copo de vinho acompanhado de uma sandes. José Andrade pesca há 65 anos por diversão e já viu dias melhores. 

“Há muita gente que vem para aqui nadar e afasta os peixes”, queixa-se enquanto observa a cana. Ao que parece, a sorte estava do seu lado e o peixe finalmente mordeu a isca. “Já valeu a pena”, diz para o colega. 

A Barragem do Vilar é conhecida pelos seus diversos pontos de lazer. Devido à covid-19, as pessoas que por ali trabalham, acreditam que este ano mais gente poderá procurar o espaço.  
Fonte: jornaldocentro.pt

domingo, 19 de julho de 2020

«Notícia» - Situação de alerta em Portugal Continental prolongada até terça-feira

Decisão foi tomada este domingo numa reunião da Proteção Civil com o Ministro da Administração Interna.

A situação de alerta em Portugal continental foi prolongada até terça-feira à noite devido às previsões meteorológicas para os próximos dias, anunciou o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita.

Nos últimos dois dias foram registadas 369 ocorrências, que mobilizaram mais de 11 mil operacionais e 129 meios aéreos.

O ministro da Administração Interna pede vigilância e prudência para evitar comportamentos de risco.
Fonte: SicNotícias

«Desporto» - João Silva eleito Presidente do CDR Moimenta da Beira

João Silva, de apenas 33 anos, foi eleito novo presidente do CDR Moimenta da Beira, clube que milita na Divisão de Honra da AF Viseu. 

Uma eleição que se poderá dizer histórica, uma vez que se trata do líder máximo mais jovem de sempre nos 75 anos de história do emblema de Viseu. 
O mandato é de um ano e João Silva começa já a partir de segunda-feira a liderar o clube.

Fonte: ABola.pt