domingo, 19 de agosto de 2018

«Histórias» - O casal português que quer entrar no Guinness

Joana e André disseram o "sim" há dois anos. Mas a nostalgia de arrumar as roupas da cerimónia num armário levou-os a entrar na aventura de percorrerem o país e o mundo vestidos de noivos. E agora estão prestes a entrar para o livro dos recordes.

Ela abriu uma lata de refrigerante e ficou toda molhada. Ele reparou e aproveitou o momento: “Queres a minha camisola?” A partir daí, nunca se largaram. Começaram a namorar em 2005, quando ambos tinham 14 anos. Hoje, com 27 anos e mais de 120 mil seguidores no Instagram, o casal pede ajuda a todos para fazer história. A ideia é simples: entrar no Guinness com o vestido de noiva mais viajado do Mundo. Começaram com uma aventura pelo Mundo. Percorreram 36 países, mais de 100 mil quilómetros. Agora, pretendem percorrer o país de lés a lés.

Chamam-se Joana e André. Há dois anos, após casarem, sentiram uma enorme nostalgia. O dia que tanto ansiaram passou a correr e as roupas iam ficar para sempre fechadas num armário. Não. Depois de falarem repetidamente sobre o assunto, decidiram que iriam prolongar o dia mais feliz das suas vidas… pelo Mundo. E assim nasceu o blogue “Honeymooners”. Nele falam de viagens e do amor que os une. E os textos estão sempre acompanhados de fotos onde ambos estão vestidos de noivos em alguma parte do planeta.

Atualmente, estão no top-10 dos blogues nacionais de viagens mais lidos e candidataram-se ao vestido mais viajado do mundo no “Guinness World Records”. O casal de Moimenta da Beira faz entre quatro a cinco viagens por ano. Vão a locais onde faz calor e a outros onde neva. Mas, nas fotos, só se veem sorrisos. Agora, andam pelo país. Pode segui-los em tempo real através do blogue. E eles até pedem ajuda. Há quem os ache loucos, mas o que importa é que eles acham tudo muito divertido.
Fonte: noticiasmagazine.pt

sábado, 18 de agosto de 2018

«Notícia» - Distrito de Viseu e norte do país em risco de incêndio extremo, alerta é vermelho

O Governo, através do ministro da Administração Interna, determinou a passagem a “Estado de Alerta Especial de Nível Vermelho” do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais para os Distritos de Braga, Bragança, Guarda, Porto, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu, declarando a Situação de Alerta para o período compreendido entre os dias 18 e 22 de agosto de 2018 para os mesmos distritos. A decisão do governo teve em conta o aviso meteorológico do Instituto Português do Mar e da Atmosfera que prevê um agravamento do risco de incêndio para o território do Continente.

No âmbito da Declaração da Situação de Alerta, em articulação com as Áreas de Governo responsáveis pela Defesa Nacional, Saúde, Ambiente e Agricultura e Florestas, determinou o Governo a implementação de medidas de carácter excecional, entre as quais a elevação do grau de prontidão e resposta operacional por parte da GNR e da PSP, com reforço de meios para operações de vigilância, fiscalização, patrulhamentos dissuasores de comportamentos e de apoio geral às operações de proteção e socorro; aumento do grau de prontidão e mobilização de equipas de emergência médica, saúde pública e apoio psicossocial, pelas entidades competentes das áreas da saúde e da segurança social, através das respetivas Tutelas.

Entre outras restrições, o governo proibiu o acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta Contra Incêndios, bem como nos caminhos florestais, caminhos rurais e outras vias que os atravessem. Proibiu ainda a total da utilização de fogo-de-artifício ou outros artefactos pirotécnicos, independentemente da sua forma de combustão, bem como a suspensão das autorizações que possam ter sido emitidas, enquanto vigorar a Situação de Alerta. A proibição alarga-se também à realização de trabalhos nos espaços florestais, com exceção dos associados a situações de combate a incêndios rurais, com recurso a motorroçadoras de lâminas ou discos metálicos, corta-matos.
Fonte: CMMB

«Expodemo ’18» - Feira recebe a melhor estátua viva do mundo

Há seis anos, na cidade holandesa de Arnhem, a melhor estátua viva do mundo tinha assinatura portuguesa. Helena Reis vencia o Festival Mundial de Estátuas Vivas com DEVENIR, uma obra que mostra uma mulher a ser esculpida a partir de um bloco de pedra.
Essa escultura que Helena Reis define como "um ser humano esculpido, nu" que se "funde com a rocha" e que "uma metade [está] presa, e uma metade inevitavelmente livre", vai ser ‘construída’ e estará representada em Moimenta da Beira, durante a Expodemo, que decorre de 14 a 16 de setembro.
A performance de Helena Reis é inspirada nas esculturas dos "Escravos", de Miguel Ângelo, e no conceito filosófico do "Devir". Proposto por Gilles Deleuze, "Devenir" é uma assim uma performance feita de dualidades, onde o Ser se torna estátua tal como a estátua se torna viva. Uma performance artística que habita a "fronteira" de dois universos que se encontram e que nela coexistem: o do corpo preso e o do corpo livre. No cerne da pedra adivinham-se pulsações; as esperanças respiram e a imobilidade da escultura invoca o movimento que irá dar sentido à obra. No silêncio impõe-se a eterna questão: renunciar ou Devir?
No currículo a artista tem ainda o “Prémio do júri e Prémio do Público”, no XVI Festival de Estátuas vivas de espinho. E também o “Prémio do Público” de melhor estátua no XIII Concurso Internacional de estátuas humanas em Leganés, Madrid. Junta-se ainda o segundo lugar no “Man.in.Fest 2015”, na Roménia.
A Expodemo abre no dia 14 de setembro e encerra dois dias depois. É o certame de maior dimensão e mais concorrido da região. Uma feira de negócios de exaltação à maçã, fruto da terra, das raízes e da Luz, que se realizará no miolo mais urbano e mais emblemático da vila, e que se assume hoje como um importante cartaz turístico e cultural organizado pela Câmara Municipal de Moimenta da Beira.
Fonte: CMMB

«Expodemo 2018» - TVI já anda em Moimenta da Beira

Manuel de Melo, o protagonista das reportagens do programa “Somos Portugal”, da TVI, está em Moimenta da Beira a gravar sketchs que passarão depois na tarde do último dia da Expodemo, 16 de setembro, durante a transmissão em direto daquele programa de entretenimento.
São sete peças (mais as entrevistas de rua) sobre o património natural e edificado, a gastronomia, o turismo de natureza e a maçã de Moimenta como símbolo icónico da Expodemo, que a equipa do “Somos Portugal” (Manuel de Melo, Helena Henriques e Miguel Marques) está a gravar em Moimenta da Beira.
Fonte: CMMB

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

«Divulgação» - Moimenta da Beira: maçã e vinho com quebra entre os 35 e os 50%

A Adega Cooperativa do Távora, em Moimenta da Beira, estima este ano uma quebra na ordem dos 50% relativamente ao ano passado na produção de vinho desta região demarcada do Varosa e 25 a 30% na maçã.
João Silva, presidente da Cooperativa, diz que não querendo ser «pessimista», mas sendo «realista», a produção dos associados dos nove concelhos que são abrangidos pela Adega vai «sofrer grandes quebras».
A culpa foi do excesso de chuva e do excesso de calor.
«Temos zonas de vinha que estão muito mal. Estimo que a quebra seja entre os 40 e os 50%, à semelhança do panorama nacional. O Douro não está bem, o Dão não está bem, os verdes não estão bem e nós também não», desabafa, apontando como principais causas o granizo que caiu nos meses de maio, as chuvas de junho e julho e o excesso de calor agora em agosto.
A Adega alberga os concelhos de Moimenta da Beira, Sernancelhe, Tarouca e ainda algumas freguesias dos concelhos de Penedono, São João da Pesqueira, Tabuaço, Armamar e Lamego. Esta região é conhecida pela produção dos melhores espumantes nacionais.
Já relativamente à produção da maçã, João Silva admite que a região do Távora não foi a mais afetada, mas ainda assim as quebras na produção poderão chegar aos 35 por cento e a apanha vai ser adiada algumas semanas. O granizo foi o maior problema.
«Vamos ter de fazer a apanha três a quatro semanas mais tarde do que o habitual, deveremos começar na entrada do mês de setembro», anuncia
Fonte: agrotec.pt

segunda-feira, 13 de agosto de 2018

«Crime» - Moimenta da Beira – 16 detidos por tráfico de estupefacientes


O Núcleo de Investigação Criminal de Moimenta da Beira, deteve 15 homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 17 e 43 anos, pela prática do crime de tráfico de estupefacientes.
As detenções ocorreram no Festival Portugal 2018 “INFECTED”. Foi ainda apreendido o seguinte:

• 362 doses de haxixe;
• 60 doses de MDMA;
• 11 doses de anfetaminas;
• Oito doses cocaína;
• Duas doses de liamba;
• Um selo de LSD.

Fonte: GNR

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

«Divulgação» - Vote nas nossas praias fluviais da Barragem de Vilar e Segões para o prémio “Praia Fluvial do Ano”

A votação está aberta até 30 de outubro de 2018. E se votar numa das nossas praias fluviais (Barragem de Vilar e Segões) pode haver prémio. O concurso é do Guia das Praias Fluviais, que distingue anualmente as melhores zonas de banhos do interior de Portugal.

O critério é simples e democrático, vencem as praias mais votadas pelo público no conjunto de plataformas de votação disponibilizados no site, app e facebook. São elegíveis para votação todas as praias fluviais de Norte a Sul do país classificadas pela APA - Agência Portuguesa do Ambiente e uma seleção das melhores zonas balneares não classificadas de Portugal - identificadas na lista com a designação (NC). Experimente. O seu voto pode dar um prémio.

Fonte: CMMB

quarta-feira, 8 de agosto de 2018

«Divulgação» - Expositores para a Expodemo ’18 reservados em tempo recorde

Foram todos reservados em menos de uma semana, e tudo quando ainda faltavam 28 dias para o fecho do período de inscrições. Nunca, em tão pouco tempo, tal acontecera. Foi um recorde. O período de inscrições tinha sido aberto a 23 de Julho, e quatro dias depois estavam esgotados todos os expositores disponíveis, mais de centena e meia.
A Expodemo - Mostra de Produtos, Atividades e Serviços da Região” vai realizar-se de 14 a 16 de Setembro de 2018, em Moimenta da Beira, coração da maçã. É o certame de maior dimensão e mais concorrido da região. Uma feira de negócios de exaltação à maçã, fruto da terra, das raízes e da Luz, que se realizará pela sétima vez consecutiva no miolo mais urbano da vila.
Fonte: CMMB

domingo, 5 de agosto de 2018

«Notícia» - Não há dias sem festa e devoção aos Santos

O mês de agosto em Moimenta da Beira tem festas e romarias quase todos os dia do mês. No concelho são 25 ao todo. A esmagadora maioria são festejos de cariz religioso, que celebram o santo padroeiro ou o santo de maior devoção. É nesta altura, e com o regresso dos emigrantes, que o povo enfeita as ruas e os largos.

As honras são feitas já este fim de semana nas localidades de Prados de Cima e de Baixo, em Cabaços, em Sanfins, Toitam, Segões e Peravelha. Seis localidades e seis santos e santas. Há a festa dedicada ao Senhor da Boa Passagem, mas também aos da Boa Fortuna. 

O povo também não esquece a Santa Bárbara ou a Senhora do Carmo. Até ao final do mês, a devoção vai ainda prestar homenagem a Santo António, a Nossa Senhora das Portas Abertas ou ao Senhor dos Aflitos. Tradições que, nesta altura do ano, são o ponto alto do convívio entre os habitantes e quem chega de fora para passar as férias. Para os emigrantes, aliás, também há uma festa unicamente a eles dedicada. Acontece a 15 de agosto em Carapito. E nada melhor que celebrar a união do que fazer parte da Festa da Amizade, um encontro de três dias (23 a 25 de agosto) na Barragem do Vilar.

Agosto é sinónimo de tradições e o folclore não fica de fora. Já este fim de semana, em Arcozelo da Torre, decorre um festival internacional; enquanto que em Alvite, há dois dias dedicados a uma feira de usos e costumes de outros tempos.
Fonte: Jornal do Centro

sábado, 4 de agosto de 2018

«Calor» - Quer um local para se refrescar no fim de semana?

Praias fluviais, rios, parques de lazer, piscinas, tudo serve para que nos próximos dias nos possamos refrescar.
Em muitos concelhos do distrito de Viseu, os termómetros estão acima dos 40 graus e só uma sombra e um lugar fresco podem ajudar a aliviar os dias quentes.
Deixamos-lhe algumas sugestões para que no fim de semana possa (tentar) fugir ao calor:


Armamar
Parque de Campismo do Monte de São Domingos
Passeadouro da Folgosa
Piscinas municipais

Carregal do Sal
Praia fluvial Pé Rodrigo 
Piscinas municipais

Castro Daire
Praia fluvial Cabril 
Praia fluvial de Folgosa 
Termas do Carvalhal
Serra de Montemuro

Cinfães
Vale de Bestança
Vale do Paiva
Parque fluvial de Travanca 
Piscina municipal
Serra de Montemuro

Lamego
Sr dos Remédios
Piscinas de Lamego

Mangualde
Praia Artificial de Mangualde
Senhora do Castelo
Termas de Alcafache

Moimenta da Beira
Barragem do Vilar 
Praia fluvial de Segões

Mortágua 
Parque Verde da Ponte
Piscinas municipais

Nelas
Piscinas
Caldas da Felgueira

Oliveira de Frades
Praia fluvial Destriz
Serra do Caramulo

Penalva do Castelo
Piscinas municipais
Mata da Quinta da Inssua

Penedono
Piscinas Municipais

Resende
Praia fluvial de Porto de Rei
Caldas de Aregos
Serra de Montemuro

Santa Comba Dão
Praia fluvial da Senhora da Ribeira
Piscinas municipais

São João da Pesqueira
Complexo Desportivo da Mata do Cabo
Praia Fluvial de São Martinho

São Pedro do Sul
Zona das termas 
Parque Florestal do Pisão
Serra da Grelheira e Serra de Arade

Sátão
Praia Fluvial do Trabule

Sernancelhe
Zona da Barragem do Vilar
Piscinas municipais

Tabuaço
Praia fluvial 
Piscinas municipais

Tarouca
Praia fluvial de Ucanha 
Parque de Merendas e Lazer do Toquinho

Tondela
Praia fluvial São João do Monte
Termas de Sangemil
Caramulo

Vila Nova de Paiva
Praia Fluvial das Fráguas
Praia Fluvial/Parque Urbano do Touro
Praia Fluvial do Rio Côvo

Viseu
Piscinas de Cabanões
Parque do Fontelo

Vouzela
Praia fluvial do Porto de Várzea 
Piscinas municipais
Serra do Caramulo

Aguiar da Beira*
Piscinas municipais

*Aguiar da Beira é do distrito da Guarda mas integra a Comunidade Intermunicipal Viseu Dão-Lafões e por isso faz parte desta lista
Fonte: Jornal do Centro