quarta-feira, 26 de fevereiro de 2020

«Notícia» - Ataques de cães vadios em Moimenta da Beira

Exploração viu desaparecerem mais de 30 cabeças de gado no último ano. algumas imagens desta reportagem podem impressionar. Uma matilha de cães vadios tem causado estragos em algumas explorações agrícolas na serra de Leomil em Moimenta da Beira. A autarquia reconhece que o município não tem capacidade para responder às obrigações da lei de recolha de animais vadios.


Fonte: Sic.pt

«Divulgação» - Baile de Carnaval Sénior na Casa do Povo de Leomil foi intergeracional

O convívio foi verdadeiramente intergeracional, já que além dos seniores (cerca de duas centenas) estiveram também envolvidas, na apresentação de uma coreografia, crianças da Associação Moimentense de Apoio à Infância (AMAI) e da Santa Casa da Misericórdia. Para o pezinho de dança, a animação musical esteve a cargo dos professores de música da autarquia. A entrega de lembranças às IPSS’S aconteceu antes do lanche que encerrou o dia. O Presidente da Câmara Municipal, José Eduardo Ferreira, marcou presença. Aconteceu tudo na segunda-feira passada, dia 24 de fevereiro, na casa do Povo de Leomil, Moimenta da Beira, no âmbito da Rede Social.
Instituições (IPSS) presentes: Casa Nossa - Associação de Solidariedade de São Martinho; Centro Social Paroquial Casimiro e Elvira Lemos – Caria; Associação de Cultura, Recreio e Solidariedade Social de Vila da Rua; Santa Casa da Misericórdia de Moimenta da Beira; Universidade Sénior Infante D. Henrique (UNISE); Associação Moimentense de Apoio à Infância (AMAI); Artenave, Atelier - Associação de Solidariedade; Centro de Dia Obra Kolping de Castelo; Casa do Povo de Leomil; Centro Comunitário de Alvite; E Centro de Bem Estar e Repouso da Paróquia de Sever (CBERPS).
Fonte: CMMB

domingo, 23 de fevereiro de 2020

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

«Notícia» - Menina de 12 anos morre em aula de educação física em Moimenta da Beira

Uma menina de 12 anos morreu esta manhã de terça-feira no início de uma aula de educação física, no pavilhão da Escola Secundária de Moimenta da Beira, vítima de "uma paragem cardiorrespiratória", segundo confirmou o comandante dos Bombeiros, José Alberto Requeijo. 

Os bombeiros voluntários foram acionados para um episódio de epilepsia, que era histórico da jovem. "Já tinha acontecido outras vezes e a menina andava inclusivamente a ser acompanhada pela especialidade", adiantou o comandante. 
José Alberto Requeijo conta que a equipa de emergência que chegou "viu as funcionárias e professora em pânico, já a tentarem fazer as manobras de suporte básico". 
A adolescente entrou em paragem cardiorrespiratória que ainda chegou a ser revertida com a ajuda da SIV quando se aplicou a DAE.
A menina foi ainda transportada para as urgências de Moimenta da Beira enquanto se esperava pelo helicóptero de Viseu. Já na urgência uma repetição de paragem cardiorrespiratória fez com que o óbito fosse ali declarado. 
O comandante dos bombeiros afirmou ainda que "hoje todos os meios foram acionados rapidamente". Estiveram no local quatro operacionais acompanhados por duas ambulâncias, INEM e um helicóptero.
Fonte: JN.pt

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

«Divulgação» - Tributo à maior diva do fado, sexta-feira, no Auditório Municipal

Na próxima sexta-feira, dia 21 de Fevereiro, será com Sílvia que celebraremos o Fado, e com ele a sua diva maior! É às 21h30 no Auditório Municipal Padre Bento da Guia, em Moimenta da Beira. A entrada é livre. Neste espetáculo, Sílvia (voz) apresenta o seu tributo à diva maior do Fado, Amália Rodrigues. Em palco será acompanhada por Tiago Santos (guitarra portuguesa) e João Paulo Correia (guitarra).

Sílvia Mitev cultivou desde cedo o gosto pela música, dotando-a de uma imensa cultura musical. Este conhecimento levou-a até ao fado, que a seduziu e conquistou. A magia que envolve esta descoberta, leva a artista a cantar e a sentir todo o universo de sensações e emoções que o fado lhe desperta. Criou-se assim uma relação íntima e muito intensa, de dedicação e entrega.

Verdadeiramente a não perder!
Fonte: CMMB

«Notícia» - Dono de carro vandalizado em Moimenta da Beira recebe indemnização do Estado

O Estado foi condenado a pagar oito mil euros ao dono de um automóvel que foi vandalizado quando se encontrava apreendido pela GNR em instalações do município de Moimenta da Beira, no distrito de Viseu.
O acórdão do Tribunal Central Administrativo Norte, consultado esta segunda-feira (17 de fevereiro) pela agência Lusa, negou provimento ao recurso interposto pelo Estado, confirmando a sentença do Tribunal Administrativo e Fiscal de Viseu.
O acórdão, datado de 31 de janeiro, refere que “incumbe ao Estado assegurar o pagamento de indemnização decorrente, designadamente de atos de vandalismo ou outros que tenham determinado a deterioração do veículo enquanto o mesmo esteve à sua guarda”.
Os factos remontam a 21 de abril de 2011, quando o veículo em causa foi apreendido pela GNR, porque a matrícula que apresentava não correspondia ao número de quadro do motor.
De acordo com os factos dados como provados, o automóvel foi transportado para as instalações do posto da GNR de Moimenta da Beira e posteriormente foi levado para instalações da propriedade da câmara.
Em março de 2011 foi comunicado à GNR que desconhecidos tinham efetuado um buraco nas traseiras do armazém, onde se encontrava o veículo e subtraído diversos bens.
Ao veículo em causa foram furtadas quatro jantes de competição, quatro pneus de competição, o filtro de ar, o tubo do filtro à admissão, o volante e os assentos, bem como os cintos de segurança.
O tribunal deu ainda como provado que o veículo sofreu vários danos por ter ficado, por tempo indeterminado, assente nos próprios discos de travão.
Fonte: Jornal do Centro

domingo, 16 de fevereiro de 2020

domingo, 9 de fevereiro de 2020

sábado, 8 de fevereiro de 2020

«Divulgação» - Novo Coronavírus, procedimentos e recomendações

Prevenidos e informados... nunca é tarde demais!
Em Portugal ainda não há casos confirmados, porém, de forma preventiva, a Direção-Geral da Saúde solicita a quem regressou da China ou esteve em contacto com um doente infetado, que ligue para a linha do SNS 24 (808 24 24 24).
Foi no final do mês de dezembro de 2019 que a Organização Mundial da Saúde (OMS) foi alertada sobre vários casos de pneumonia na cidade de Wuhan na China. Alguns dias depois, a 7 de janeiro de 2020, as autoridades oficiais chinesas confirmaram a existência de um novo coronavírus, nomeado de 2019-nCoV, na mesma cidade. Os coronavírus são uma família de vírus que podem causar infeções (normalmente associadas ao sistema respiratório) potencialmente graves em pessoas e/ou em alguns animais.