segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

«Divulgação» - Vamos votar na Leonor Rosário para o concurso “Grande Prémio do Fado 2019” da RTP1

Leonor Rosário é de Leomil, Moimenta da Beira, e, entre milhares de vozes do fado de todo o país, foi selecionada, apesar da tenra idade (13 anos apenas), para o “Grande Prémio do Fado 2019”, da RTP1.
Na sexta-feira passada, 15 de fevereiro, cantou em direto para todo o mundo na estação de televisão pública, mostrando que tem voz, presença e raça, e que tem direito, por mérito, a seguir em frente, a ir mais longe no concurso. Porém, para o conseguir, a Leonor Rosário precisa do nosso apoio. Como dar-lhe? Ligando para o 760 200 702, até dia 21 deste mês de fevereiro.
Lembrar, já agora, que a Leonor é uma voz da Orquestra CemNotas, de Moimenta da Beira, que tenta afirmar-se, agarrando todas as oportunidades. Ricardo Pereira, responsável pela CemNotas, lembra a este propósito que já em junho de 2015, num concurso televisivo a nível nacional, mas da SIC, três dos cinco talentos selecionados eram alunos da Academia Vanguarda; e ainda que em 2018 a Academia Vanguarda foi contactada pela TVI para cinco dos seus músicos acompanharem em palco um artista da música portuguesa no programa de entretenimento com maior 'Somos Portugal”.
Fonte: CMMB

«Divulgação» - Estudantes universitários em missão em Moimenta da Beira

Fazem parte da “Missão País”, projeto de base católica criado em 2003 por três estudantes da Universidade Nova de Lisboa, que arrancou nesse ano com 20 alunos em missão. Hoje envolve cerca de 3 mil universitários, ‘missionários’ de 55 Faculdades de todo o país. Em Moimenta da Beira estão 61 desses  estudantes, todos da Faculdade de Direito da Universidade Nova de Lisboa. Chegaram no sábado passado e aqui permanecerão, em missão, uma semana inteira, até 23 de fevereiro. São estadas de sete dias que se repetirão nos próximos dois anos. O numeroso grupo foi recebido esta segunda-feira, no Salão Nobre dos Paços do Município, pelo Presidente da Câmara Municipal, José Eduardo Ferreira. Antes já tinha sido acolhido pelo padre Diamantino José Alvaíde Duarte, da paróquia de Moimenta da Beira, que liderou a organização. 
 
Dormem em sacos-cama, nos bombeiros e no pavilhão municipal, e na comitiva há alunos-cozinheiros, alunos-disto, alunos-daquilo. Têm todos tarefas definidas e atribuídas. Tudo para cumprirem a missão, que é estar perto das pessoas, falar com elas, vivenciarem o seu dia-a-dia, quebrar a sua solidão. O objetivo é fazer com que os missionários se sintam acolhidos pela população e vice-versa, sentindo que vão conseguir deixar lá a sua marca e continuar o trabalho nos próximos dois anos. “Seguindo o exemplo da Grande Missionária - Nossa Senhora - deixam tudo e partem com Cristo por Portugal fora”, explica o site deste movimento católico.
O grupo está dividido em comunidades e, se assim se pode dizer, ‘residente’ em cinco locais: Artenave, Lar da Santa Casa da Misericórdia, Escola Secundária, Residência Rural de Repouso e Centro Escolar. Trabalham com alunos, assistem a algumas aulas e participam nelas. Falam de valores, de espiritualidade, do sentido de vida que devem procurar. Nos lares falam com os utentes, abordando o dom da vida e ajudando-os até nas tarefas do dia-a-dia.
O 'porta-a-porta' ou 'as visitas às casas' são uma outra parte central da missão e uma experiência muito enriquecedora para quem a realiza. “É uma oportunidade para nos aproximarmos da população e de dar a conhecer a nossa missão, de uma forma mais pessoal. O objectivo do 'porta-a-porta' é fazer uma experiência semelhante à que viveram os apóstolos enviados por Cristo. Os missionários vão organizados em grupos, tal como faziam os primeiros apóstolos”, explica João Maldonado Correia, porta-voz do grupo.
Além do serviço aos outros, a oração é também um ponto fundamental. A espiritualidade das missões é guiada por um lema anual que tem como objetivo refletir a situação atual do mundo e do país. Os missionários encontram-se com Jesus na missa diária. Todos os dias é lançado um tema relacionado com o lema, sobre o qual os missionários são desafiados a refletir nas orações da manhã e da noite.
O culminar da semana dá-se com duas atividades abertas à população: um teatro, representado pelos missionários, e uma vigília de oração, de agradecimento à comunidade que os recebeu. O teatro é na sexta-feira, dia 22, no Auditório Municipal Padre Bento da Guia. Duas sessões abertas ao público. A primeira às 15 horas e a segunda às 21 horas. A missa, vigília de oração, é no sábado, às 15 horas, na Igreja Paroquial de Moimenta da Beira.
Mais informações sobre a “Missão País”, aqui.
Fonte: CMMB

«Divulgação» - Dias cheios na Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro

Há muitos dias assim, preenchidos, cheios, na Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, em Moimenta da Beira, dias como o do último sábado, 16 de fevereiro. 
De manhã foi com a primeira Bebéteca do ano, no espaço infantil, evento animado com a alegria da Denisa Isabela Sousa. 
De tarde com a cerimónia de lançamento de “O Carteiro”, o primeiro livro de Rebelo Marinho que narra a história de vida, “dura” e “tumultuosa”, de um casal e dos seus seis filhos, em Vide, aldeia da freguesia de Vila da Rua, concelho de Moimenta da Beira. 
Um desses filhos é o cónego Sousa Pinto, antigo pároco de Leomil e Alvite. E porque a programação não deve ter quebras, anuncia-se já a próxima Bebéteca, dia 9 de março, e o arranque da “Hora do Conto”, às terças e quintas-feiras, também a partir do mês de março.
Fonte: CMMB

domingo, 17 de fevereiro de 2019

«Reportagem» - Lar de idosos equipado a rigor para o Dia dos Namorados

Dia foi pretexto para recuperar receita com 100 anos. 

O Dia de São Valentim, ou Dia dos Namorados, também está a ser assinalado por um lar de Moimenta da Beira. Equipados a rigor, aproveitam para fazer bolachas do amor.

Fonte: SIC

«Notícia» - Jorge Febras deixa o CDR Moimenta da Beira

O treinador Jorge Febras deixou o comando do Clube de Desporto e Recreio (CDR) de Moimenta da Beira. O anúncio foi feito na página do facebook da equipa duas horas após o final do jogo em que a equipa perdeu frente ao Tarouquense. “O Clube e o técnico Jorge Febras chegaram a acordo para a rescisão do contrato. O Clube agradece todo o empenho que dedicou ao CDR”, lê-se na publicação.
Jorge Febras entrou na equipa em julho de 2018. Deixa o clube na décima segunda posição da Divisão de Honra.
Fonte: Jornal do Centro

«Desporto» - Resultados AF Viseu

Divisão de Honra:







1ª Divisão Zona Norte:




Fonte: ZeroZero.pt

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

«Notícia» - Aprovada candidatura de 190 mil euros para operações de defesa da floresta contra incêndios

O Ministério da Agricultura, através do Instituto de Financiamento de Agricultura e Pescas (IFAP), aprovou uma candidatura da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, no valor de 191 mil euros, para trabalhos de proteção e reabilitação de povoamentos florestais no concelho. Tudo no âmbito da defesa da floresta contra incêndios e com vista a fomentar a melhor gestão destas manchas verdes, criando condições propícias para a redução (e eliminação) progressiva dos incêndios florestais.

A concretização destes trabalhos não implica o esmorecimento, por parte das populações, da atenção que deve haver para os comportamentos cívicos e ativos que visam a prevenção da nossa floresta e a luta contra os incêndios florestais. Pelo contrário, eles devem servir para redobrar a atenção de todos. “É por isso que aqui se apela a um reforço da atitude preventiva, consolidando os trabalhos de gestão de combustíveis que já são feitos há anos no nosso concelho”, sublinha José Eduardo Ferreira, presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira, que em “aviso” já distribuído profusamente por todo o concelho, informa a população para os cuidados a ter sobre as queimadas e queimas (ler aqui o “Aviso/Informação”).

Ainda no âmbito dos deveres e obrigações para a defesa da floresta contra incêndios, relembra-se também que o prazo para os trabalhos e operações de limpeza termina já no próximo dia 15 de março, data a partir da qual os municípios poderão substituir-se à ação dos privados incumpridores.
Fonte: CMMB

«Notícia» - Relação liberta ex-Director da PJM natural de Moimenta da Beira

O Tribunal da Relação de Lisboa mandou libertar o ex-diretor da Polícia Judiciária Militar (PJM), Luís Vieira, no processo do roubo de armas do quartel de Tancos. A notícia é avançada pelo jornal Expresso.
Luís Vieira, natural de Moimenta da Beira, estava em prisão preventiva desde setembro do ano passado após ter sido detido pela Polícia Judiciária (PJ). O Expresso relata que o ex-responsável saiu esta quarta-feira (13 de fevereiro) da prisão de Tomar e ficou com termo de identidade e residência.
A decisão dos juízes veio depois de a defesa de Luís Vieira ter apresentado um recurso para a sua libertação. Os advogados contestaram a junção dos processos-crime do Ministério Público que investigam o roubo e o aparecimento do armamento militar, decretada no final do ano passado, alegando que havia crimes “estritamente militares” que devem ser investigados pela PJM.
O coronel foi um dos visados na investigação relacionada com o aparecimento de armas roubadas de Tancos, desencadeada pela PJ. Em causa no processo estão factos suscetíveis dos crimes de associação criminosa, denegação de justiça, prevaricação, falsificação de documentos, tráfico de influência, favorecimento pessoal praticado por funcionário, abuso de poder, recetação, detenção de arma proibida e tráfico de armas.
O furto de material de guerra foi detetado pelo exército a 28 de junho de 2017 e o reaparecimento das armas, na região da Chamusca, a 20 quilómetros de Tancos, foi revelado quatro meses depois (18 de outubro) pela PJM, em colaboração de elementos do núcleo de investigação criminal da GNR de Loulé.
Na altura, a PJM indicou que o material recuperado já se encontrava nos Paióis de Santa Margarida, à guarda do Exército.
Entre o material furtado estavam granadas, incluindo antitanque, explosivos de plástico e uma grande quantidade de munições.
Fonte: Jornal do Centro

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

«Alerta» - Próximos dias vão ser de elevado risco de incêndio florestal

Os próximos cinco dias vão ser de temperaturas elevadas para a época, vento de leste e baixos índices de humidade, condições perfeitas para a ocorrência de incêndios florestais, como aquele que se verificou nesta terça-feira em Castro Daire e que obrigou à mobilização de três meios aéreos e quatro dezenas de operacionais. A agravar a situação está a obrigatoriedade de registo de queimadas que fez disparar os falsos alertas de incêndio rural.
Foram precisas dez horas para apagar o fogo que deflagrou em Pinheiro, no concelho de Castro Daire, ao início da manhã. “Foi um fogo mais extenso do que o habitual, que obrigou à mobilização de um maior número de meios, terrestres e aéreos”, explica o comandante da Proteção Civil no distrito de Viseu. Foram mobilizadas forças dos comandos de Viseu e Guarda, dois aviões anfíbios e um helicóptero.
“Temperatura mais elevada, fogo numa montanha com encostas inclinadas e que ditaram uma mobilização mais alargada”, adianta Miguel Ângelo que reconhece a existência de “um maior número de fogos nos últimos dois dias, todos de pequena dimensão mas que preocupam”. O fogo de Castro Daire terá tido início numa queimada, frequentes nesta altura do ano na serra de Montemuro e esse é um problema para a Proteção Civil. Fonte dos bombeiros esclarece que “com o registo obrigatório de queimas e uma maior sensibilização, a população ao mínimo sinal de fumo alerta as corporações”.
Para os próximos cinco dias a situação poderá agravar-se. “Foi dada a indicação de que teremos temperaturas mais elevadas para a época e ventos de leste. Como a floresta e as matas estão secas, devido à pouca chuva que tem caído, teremos mais incêndios do que os habituais para esta época do ano”, conclui o responsável.
O alerta foi já transmitido às corporações de bombeiros e ativadas algumas bases aéreas, como Viseu, que nesta altura do ano tem já disponíveis dois aviões e uma brigada helitransportada.
Fonte: Expresso.pt

«Notícia» - Utentes do Lar de Leomil seguem receita com 118 anos para fazer bolachinhas e oferecer no Dia dos Namorados

Os utentes do Lar de Leomil, no concelho de Moimenta da Beira, estão a confecionar bolachinhas em forma de coração, seguindo todos os passos e orientações de uma receita original escrita há quase 120 anos. As “Bolachinhas d’areia” são para ser oferecidas amanhã, 14 de fevereiro, Dia dos Namorados, Dia de S. Valentim, em saquinhos próprios, aos utentes do Serviço de Apoio Domiciliário servidos por aquela instituição.
 
“As bolachas estão a ser confecionadas em forma de coração, em atelier de idosos, e vão ser entregues, em saquinhos, com o texto explicativo da confeção”, lembra Jaime Ricardo Gouveia, presidente da Casa do Povo de Leomil, instituição a que pertence o Lar.
A receita original foi redigida no dia 15 de abril de 1901 e está num livro da época que existe no Solar dos Coutinhos, em Leomil. “Foi escrita por um dos familiares dos Coutinhos”, diz o dirigente, que é historiador, investigador e professor universitário.

«Divulgação» - Leve o seu bebé e ‘viaje’ com ele no sábado pela Bebéteca da Biblioteca Municipal


O encantamento da poesia da Denisa Isabela Sousa, dita com a toada (poética) como só ela sabe, “por entre música relaxante, afetos e sons da natureza”, preenche o programa da próxima “Bebéteca”, sábado, 16 de fevereiro, às 10 horas, no ‘Espaço Infantil’ da Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, em Moimenta da Beira.
A “Bebéteca do Demo” é um serviço concebido para bebés até aos 36 meses, residentes no concelho, que proporciona o desenvolvimento das suas primeiras brincadeiras e atividades, orientadas por gente que sabe, atividades que visam motivar os pequeninos para a linguagem oral e escrita de forma harmoniosa, através da leitura em voz alta, da exploração de imagens e do manuseamento dos livros. As sessões são mensais.
Pode inscrever-se online aqui ou pelo contacto telefónico 254 250 080 ou ainda pelo endereço eletrónico biblioteca@cm-moimenta.pt 

Bebéteca (cartaz)
Fonte: CMMB

«Divulgação» - Livro de Rebelo Marinho conta história ‘dura’ de família de Vide, Vila da Rua

O primeiro livro que Rebelo Marinho edita vai ser apresentado no próximo sábado, 16 de fevereiro, às 15 horas, na Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, em Moimenta da Beira. E é um momento especial porque conta a história de vida, “dura” e “tumultuosa”, de um casal e dos seus seis filhos, em Vide, aldeia da freguesia de Vila da Rua, concelho de Moimenta da Beira. Um desses filhos é o cónego Sousa Pinto, antigo pároco de Leomil e Alvite. O livro tem a chancela das Edições Esgotadas.
“O Carteiro”, com prefácio escrito por Fernando Seara, e que vai ser apresentado por Ana Albuquerque, desfila memórias que remontam aos tempos da 1ª República e do Estado Novo, e muitas delas reconduzem-nos aos usos e costumes, aos hábitos domingueiros, às brincadeiras de crianças, às romarias, ao pão cozido no forno do povo, às segadas e à matança do porco, tradições da aldeia beirã de Vide, Vila da Rua. É uma narrativa descrita em forma de retrato, tal a exatidão dos detalhes e a fidelidade dos pormenores, as paisagens docemente agrestes e saudavelmente frias desta região única e singular das Terras do Demo.
Quem é Rebelo Marinho? É uma figura pública, pela vida ligada à nobilíssima causa dos bombeiros. Foi presidente do Serviço Nacional de Bombeiros e da Federação dos Bombeiros do Distrito de Viseu. Foi ainda diretor da Escola Nacional de Bombeiros, Conselheiro Regional na Inspeção Regional de Bombeiros do Centro e presidente da direção dos Bombeiros Voluntários de Sátão (atualmente é presidente da sua Assembleia Geral), entre outros cargos.
Rebelo Marinho é natural de Luanda, Angola, mas as suas raízes estão todas no Sátão, onde reside e é professor do Quadro do Agrupamento de Escolas (Escola Secundária Frei Rosa Viterbo). Sátão onde foi durante 23 anos membro da Assembleia Municipal. É licenciado em Ensino, Variante de Estudos, Ciências Económico-Sociais, e colaborou regularmente com os jornais “Gazeta de Sátão”, “O Caminho”, “O Zurara” e “Jornal do Centro” e com a “Rádio Sátão”.
Fonte: CMMB

domingo, 10 de fevereiro de 2019

sábado, 9 de fevereiro de 2019

«Divulgação» - “Mobilidade à Beirinha”: Moimenta da Beira com nova rede de transportes públicos

A “Mobilidade à Beirinha” é a nova rede de transportes públicos que a partir de 8 de fevereiro serve a população do concelho de Moimenta da Beira. Uma nova fase na mobilidade rodoviária do concelho, suportada por uma parceria entre a autarquia moimentense e a empresa de transportes públicos Transdev, que já operava em Moimenta da Beira.
“Este é já o 15º projeto SIM – ‘Solução Integrada de Mobilidade’ que a Transdev implementa em Portugal, sendo que estamos em negociações com vista à implementação de projetos semelhantes em mais cinco municípios”, referiu José Gomes, diretor de exploração da Transdev Portugal.
O responsável da Transdev Portugal acrescentou que “a conceção destes projetos implica sempre um elevado grau de cooperação com as autarquias, na medida em que as soluções de mobilidade colocadas no terreno são desenhadas à medida das reais necessidades das populações”.
O novo serviço de mobilidade foi apresentado à população pela autarquia de Moimenta da Beira, numa sessão no Auditório da Biblioteca Aquilino Ribeiro. Para o presidente da autarquia, José Eduardo Ferreira, “esta nova rede de transportes públicos confere uma melhor mobilidade urbana e periurbana, cobrindo todas as freguesias”, e reforça “a oferta de alternativas e soluções mais económicas de transporte às localidades mais afastadas da sede do concelho vai também significar mais qualidade de vida”.
Com a “Mobilidade à Beirinha”, os habitantes do concelho de Moimenta da Beira passam agora a dispor de mais percursos, com cinco linhas – uma para cada dia da semana – e com todos os circuitos a serem efetuados em simultâneo nos dias de feira, que se realiza quinzenalmente, às segundas-feiras. Conheça os horários.
A par das cinco linhas foi também implementado um circuito urbano, com sete circulações diárias de segunda a sexta-feira, que fará também a distribuição e recolha dos passageiros oriundos das diversas freguesias pelos vários pontos da vila.
O serviço prevê ainda a possibilidade de os habitantes de algumas das localidades mais afastadas do centro da vila poderem viajar mediante transporte a pedido, disponibilizando para tal um contacto telefónico gratuito, que deverá ser feito no dia útil anterior ao da viagem, até às 12h00.
Até ao final do mês de fevereiro, todas as viagens na nova rede de transportes serão gratuitas. Depois, a partir de março, as viagens terão o custo de 1 euro, no caso dos circuitos regulares e a pedido, e de 0,50 euros no caso das viagens no circuito urbano.
O funcionamento das cinco linhas que, a cada dia da semana, vão aproximar os habitantes das freguesias de Moimenta da Beira da sede do concelho, vai começar por ligar, às segundas-feiras, as localidades de Sarzedo, Sanfins, Cabaços e Peva à Central de Camionagem de Moimenta da Beira.
Às terças-feiras, a rede fará a ligação entre Nagosa e Moimenta da Beira, seguindo-se, às quartas-feiras, o transporte das localidades de Castelo e Pêra Velha para Moimenta da Beira, com os habitantes de Semitela a ficarem com a opção de transporte a pedido.
Às quintas-feiras, o serviço vai ligar Alvite ao centro do concelho, ficando os habitantes de Espinheiro com a opção de transporte a pedido. Por fim, às sextas-feiras, “A MOBILIDADE À BEIRINHA” fará a ligação entre Mileu e Moimenta da Beira.
Fonte: tveuropa.pt

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

«Notícia» - Alunos do Técnico em observações noturnas do céu “fenomenal” de Moimenta da Beira

São alunos do Instituto Superior Técnico de Lisboa, uma das mais reputadas instituições de engenharia, arquitetura, ciência e tecnologia em Portugal, e pertencem à secção de Astronomia do Núcleo de Física (Astro-NFIST).
Estão em Moimenta da Beira desde ontem, quarta-feira, até sábado, 9 de fevereiro, para fazer observações noturnas do céu de Moimenta da Beira, céu que o porta-voz do grupo, Diogo Ribeiro, classificou de “fenomenal” após a primeira observação, feita ontem junto à Albufeira da Barragem de Vilar. A segunda, esta noite/madrugada, será no cimo da serra de Leomil, nas imediações de Alvite; e a terceira (e última) no Santuário de S. Torcato, em Cabaços, local onde, de dois em dois anos, se juntam centenas de pessoas para a maior concentração de telescópios que se realiza no país, evento que é liderado por Paulo Sanches, o grande divulgador científico de Moimenta da Beira.
Mas o programa da estadia do grupo de alunos do Técnico, que foi recebido esta tarde no Salão Nobre, em sessão de boas vindas, pelo Presidente da Câmara Municipal, José Eduardo Ferreira, inclui também contactos e encontros com alunos do Agrupamento de Escolas; uma visita ao Sistema Solar à escala do Concelho de Moimenta da Beira; e viagens de conhecimento ao centro histórico da sede do município e a outros locais simbólicos.

A presença dos alunos do Técnico em Moimenta da Beira conta com o apoio do Município e do Clube das Ciências do Agrupamento de Escolas, que integra a rede nacional de Clubes Ciência Viva na Escola, criada recentemente pela Direção Geral da Educação.
Fonte: CMMB

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

«Notícia» - Parceria permite reforço da rede de transportes públicos em Moimenta da Beira

Mais percursos, um deles especial para os dias de feira quinzenal. Mais autocarros de transportes públicos em movimento e viagens a pedido do utilizador e com descontos. Melhor mobilidade urbana e periurbana (em todas as freguesias). Oferta de alternativas e de soluções mais económicas de transporte às localidades mais afastadas da sede de concelho. Mais qualidade de vida. É o novo sistema de mobilidade rodoviária de Moimenta da Beira que vai ser implementado graças à parceria firmada entre a autarquia moimentense e a Transdev, a empresa de transporte público privada que opera em Moimenta da Beira.
A nova rede de transportes públicos visa promover uma mobilidade mais sustentável, disponibilizando à população do concelho soluções adaptadas às suas necessidades. É quase um plano feito à medida, com soluções à medida, e vai ser apresentado ao público já na próxima sexta-feira, 8 de fevereiro, às 10 horas, na Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro, pelo Presidente da Câmara Municipal, José Eduardo Ferreira, e por responsáveis daquela empresa, entrando imediatamente em vigor. Toda a sinalética de “paragem de autocarros” já está colocada no terreno.


Fonte: CMMB

«Divulgação» - Orquestra CemNotas convidada para concerto inédito

A Orquestra CemNotas, de Moimenta da Beira, está verdadeiramente em alta. Depois do prestigiante convite para trabalhar num projeto de música e dança com o Palácio do Gelo, em Viseu, que arranca já este mês de Fevereiro e se estende ao longo do ano 2019, recebeu agora nova solicitação de outra grande superfície comercial, o “Nosso Shopping”, da cidade de Vila Real, também para trabalhar num novo, inédito e pedagógico projeto de um concerto que utilizará instrumentos reciclados. O projeto, que contará também com alunos da Escola Diogo Cão, de Vila Real, terá ali estreia, mas os promotores querem levar o concerto ao país todo com o objetivo de alertar e incentivar para a necessidade da importância da reciclagem. Este concerto terá convidados especiais, como por exemplo Gilberto Costa, um grande guitarrista Português.
Entretanto, esta segunda-feira, 4 de fevereiro, a Orquestra moimentense foi considerada pelo Jornal do Centro, que se publica em Viseu e difunde por todo o distrito, um “fenómeno distrital” e uma “referência nacional”. Já na rádio do mesmo grupo de comunicação (Rádio Jornal do Centro) na rubrica “Academia Vanguarda” a CemNotas foi também notícia, tendo sido realçado o sucesso deste tão inovador e original projeto oriundo das terras de Aquilino Ribeiro.
Fonte: CMMB

domingo, 3 de fevereiro de 2019

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

«Notícia» - Governo aprova projetos de regadio de 275 mil euros em Arcas, Sever e S. Martinho

O Governo acaba de aprovar um investimento de cerca de 275 mil euros em três projetos de reabilitação de regadios tradicionais no concelho de Moimenta da Beira. Trata-se dos regadios de Arcas, Sever e S. Martinho.
“É um investimento muitíssimo importante mas que nada tem a ver com o objetivo central do Programa Nacional de Regadios, no qual esperamos ver contemplado, na sua plenitude, o Aproveitamento Hidroagrícola de Moimenta da Beira, através da construção da Barragem da Boavista e da Barragem da Nave, como se justifica”, esclarece José Eduardo Ferreira, Presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira.
O Programa Nacional de Regadios prevê um investimento global de 560 milhões de euros na criação e na reabilitação de mais cerca de 100 mil hectares de regadio até 2023, que vão gerar 10 500 postos de trabalho permanentes. As duas barragens previstas para o concelho de Moimenta da Beira implicarão um investimento perto de 20 milhões de euros.
Fonte: CMMB

«Notícia» - Preço das casas continua em alta. Metro quadrado sobe para 984 euros



Os preços das casas continuam em alta e os sinais de abrandamento, embora existentes, são poucos. No terceiro trimestre do ano passado, o preço mediano do metro quadrado das casas vendidas em Portugal foi de 984 euros, o que representa uma subida de 7,9% em relação a igual período do ano anterior. Em Lisboa, o metro quadrado custa 2.877 euros, quase três vezes mais do que a mediana nacional.
A nível nacional, o preço mediano de 984 euros por metro quadrado no terceiro trimestre de 2018 representa uma subida de 1,5% em relação ao trimestre anterior e de 7,9% em relação ao mesmo período de 2017. O crescimento está a desacelerar, mas de forma pouco significativa.Os dados foram divulgados, esta quinta-feira, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), que dá conta de que há 42 municípios, sobretudo localizados no Algarve (1.659 euros por metro quadrado) e na Área Metropolitana de Lisboa (1.666euros por metro quadrado), que apresentam preços de venda das casas superiores ao valor nacional. Esta é uma tendência que tem vindo a acentuar-se, já que, no segundo trimestre do ano passado, eram só 38 os municípios com preços acima da média.
Sobretudo, há várias zonas do país onde o crescimento é muito mais acentuado do que mostram estes valores. Em Boticas, por exemplo, os preços quase quadruplicaram no espaço de um ano, de 118 euros para 463 euros por metro quadrado, enquanto em Penalva do Castelo (de 167 euros para 438 euros por metro quadrado) e Mourão (de 260 para 556 euros por metro quadrado) os aumentos também foram para mais do dobro do que acontecia um ano antes.
Nas grandes cidades, este movimento também é notório. O preço do metro quadrado na cidade de Lisboa aumentou em 24% no terceiro trimestre do ano passado, totalizando os 2.877 euros, o que faz da capital a cidade mais cara do país. Já no Porto,os preços subiram perto de 22%, para os 1.525 euros por metro quadrado. Também em Faro o aumento foi na ordem dos 22%, para uma mediana de 1.352 euros por metro quadrado.
Feitas as contas, só há 79 municípios onde os preços de venda da habitação caíram no terceiro trimestre do ano passado, o equivalente a menos de um quarto do número total de municípios analisados pelo INE. Moimenta da Beira, Pampilhosa da Serra e Nisa, nas regiões Norte, Centro e Alentejo, respetivamente, foram os municípios que registaram as quedas mais acentuadas. São também dos municípios onde os preços são mais baixos, ficando muito aquém da mediana nacional.
De resto, as subidas de preços foram generalizadas por todo o país, uma tendência mais acentuada nas vendas de alojamentos novos (caso em que o preço mediano foi de 1.102 euros por metro quadrado, uma subida de 1,6%) do que nos alojamentos existentes (onde o preço de venda foi de 963 euros por metro quadrado, um aumento de 1,4%).
Fonte: eco.sapo.pt

«Divulgação» - Exposição de Pintura de João Pedro Ferro e Sara Ribeiro no átrio dos Paços do Concelho

No próximo sábado, 2 de fevereiro, às 15 horas, é inaugurada a exposição de pintura de João Pedro Ferro e Sara Ribeiro no átrio dos Paços do Concelho de Moimenta da Beira. Ele é moimentense (25/05/1978), tal como o pai, e neto desse ilustre e enorme homem de cultura que fez de Moimenta da Beira a sua terra de eleição, Amadeu Baptista Ferro. João Pedro fez percurso académico em ciências naturais e engenharia. Ela, Sara Ribeiro, é de Lousada (01/07/2001), jovem estudante de Artes Visuais na escola secundária local e promissora artista plástica. A exposição ficará patente ao público até dia 10 de março.
Sobre a mostra, escreve João Pedro Ferro: “Mensagem é levada, outras trazidas e contadas a todos outros. De atento e com coração, seus Maiores pedidos se encontrarão na ajuda de quem tanto quer”. “Do Princípio da união”, assim se chama um dos quadros inacabados. E com “Birds and an ant”, “The Bird”, “Medicina”, o conjunto “Fauna da montanha”, “Construção”, e “The veil and her freedom”, formam diálogos, manifestando-se como mediadores para que algo de muito bom permaneça".
 
Já Sara Ribeiro escreve que “o tema de inspiração é a figura humana, ou seja, as composições podem focar-se numa parte específica do corpo humano (ex.: lábios) ou num corpo inteiro”. As obras da Sara são todas pintadas com tinta acrílica, e os seus suportes variam entre cartão e tela. “O conjunto das obras forma uma nuvem de tons azuis e amarelos e são pinturas com pinceladas expressivas”.
Fonte: CMMB

«Divulgação» - Câmara abre concurso público para arrendamento rural de terreno para atividade agrícola

A Câmara Municipal de Moimenta da Beira vai abrir um concurso público para a adjudicação, em regime de arrendamento rural (e para atividade agrícola), de um terreno rústico de 63.300 metros quadrados localizado na freguesia de Moimenta da Beira.
O programa de concurso, o caderno de encargos, a planta de localização do terreno e o edital estão publicados no site oficial do Município. Podem consultados aqui.
Fonte: CMMB

«Divulgação» - Bilhetes para o espetáculo do humorista João Seabra já estão disponíveis

Já podem ser levantados os bilhetes de ingresso para o espetáculo que João Seabra, o ator e comediante (e ventríloquo também) de Stand Up Comedy, dá em Moimenta da Beira no dia 8 de fevereiro, às 21h30, no Auditório Municipal Padre Bento da Guia. Os bilhetes (grátis) estão disponíveis na Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro até ao dia do espetáculo e, a partir das 20h30 desse mesmo dia, no Auditório Municipal.
Foi o programa da SIC que consagrou nacionalmente João Seabra, tendo sido aí o humorista com mais participações, 44 presenças ao todo, ganhando fama a sua frase de entrada "Eu bim de Braga…". Depois do fim do Levanta-te E Ri, em Junho de 2006, tornou-se em Outubro desse mesmo ano uma das caras do Porto Canal, onde apresentou, até Julho de 2008, o programa Por um Canudo. Ao mesmo tempo apresentou ainda os programas Romarias (Julho e Agosto de 2007) e Humor Cão (Setembro de 2007 a Julho de 2008). Seguiu-se o programa Bolhão Rouge entre Setembro de 2008 e Junho de 2012.
Participou ainda noutros programas televisivos como SIC 10 Horas, HermanSIC, Querida Júlia ou Minutos Mágicos na SIC, É Sempre A(b)rir na MVM TV, Olá Portugal na TVI, Em Busca da Comédia na +TVI, Sempre em Pé na RTP2, e Ainda Bem que Apareceste ou 5 para a Meia-Noite na RTP1.
João Seabra entrou também em dois programas especiais emitidos pela RTP1: a 31 de Março de 2012 na 1.ª Maratona de Humor e a 8 Dezembro 2013, na Gala IPO Coliseu Porto. Mais recentemente participou na 2ª Edição do programa da RTP 1 " GOT TALENT PORTUGAL".
Visualize um dos seus espetáculos clicando aqui
Fonte: CMMB