domingo, 1 de março de 2015

«Crime» - Capturado após matar há 8 anos

Tentou matar militar e vai agora cumprir 17 anos de prisão. 

João Dias, de 44 anos, vivia escondido e sabia que um dia iria ser apanhado para cumprir 17 anos de prisão por ter assassinado um homem num bar de alterne de Moimenta da Beira, e ter ferido outros três – um deles militar da GNR. 

Os crimes remontam a outubro de 2006. Na madrugada do dia 13, o homem ficou revoltado com o dono do bar por não lhe vender uma cerveja. Foi buscar uma caçadeira e disparou a matar para dentro do bar. Atingiu três homens. Um deles, de 53 anos, foi baleado na cabeça e morreu. 
O atirador fugiu e viria a ser intercetado quatro dias depois, num pomar de castanheiros em Vila Chã da Beira. Ao ver-se cercado pelos guardas, ameaçou- -os com uma forquilha e depois atirou-se ao cabo Torres. Tirou-lhe a arma a atingiu-o com um tiro. 

Foi detido e presente a um juiz do Tribunal de Lamego. Depois saiu de prisão preventiva por o prazo ter expirado. Foi julgado e condenado a 17 anos, mas usou os recursos para se manter em liberdade. Sexta-feira foi detido em operação cuidada da GNR. Desta vez não teve hipótese de reação violenta.

Fonte: Correio da Manhã

2 comentários:

Fausto Ferreira disse...

o homem esteve sempre em casa e nunca se escondeu.

JOSE CARDOSO disse...

o João nunca andou fugido sempre esteve em vila chã onde viveu agora o resto é só comentários
até