quarta-feira, 5 de maio de 2010

«Notícias» - Adruzilo Lopes treina na serra de Leomil

Adruzilo Lopes, piloto várias vezes campeão nacional de ralis, e João Silva, campeão júnior da Madeira, vão estar esta segunda-feira, 10 de Maio, em treinos na serra de Leomil, entre Peravelha e o parque das eólicas, um percurso de cerca de três quilómetros.

A sessão de treinos, preparativa para o próximo Rali de Portugal, será feita ao volante de dois Renault Clio R3, construídos pela ARC Sport, carros que têm alcançado excelentes resultados em provas portuguesas e estrangeiras nos últimos anos.

O Rali de Portugal, prova pontuável para o campeonato do Mundo (WRC), que decorre de 27 a 30 de Maio, arranca novamente em terras alentejanas e algarvias, com o objectivo de "voltar a ser o melhor rali mundial", revelou esta terça-feira a organização. Desde a sua criação em 1973, o Rali de Portugal foi considerado por cinco vezes o melhor do Mundo.

No total, conta com três etapas e um percurso total de 1227,07 quilómetros, integrando 18 classificativas e duas super classificativas, com um total de 355,32 quilómetros.

A prova lusa é pontuável para cinco campeonatos: WRC, SWRC, JWRC, campeonato nacional de ralis e Ford Fiesta Sporting Internacional Trophy. Fonte:cm-moimenta.pt

8 comentários:

CEASARTEAM disse...

Impecável!!!! Muito porreiro Adruzilo Lopes vir para um troço em no concelho de Moimenta da Beira para treinar.
Tendo em conta a geografia do nosso concelho, seria bom pensar-se em se começar a apostar em eventos motorizados como motocross, autocross, etc..
Exemplo disso é o número de participantes que têm vindo a participar no Passeio TT Serra de Leomil, vulgo Judas 4X4, e que entre os entusiastas tem ganho reputação e considerado um dos melhores, se não o melhor, no distrito de Viseu.

Jaime Gouveia disse...

E destruir a paisagem natural da Serra não? Matar aquela fauna toda ao ponto de extinguir os animais e destruir aquela flora???????? A Serra já não o que era!!! E é necessário ter mais cuidado com os motores e os gasóleos na Serra!!! O que tem acontecido é uma vergonha! Simplesmente uma vergonha! Criem um espaço só para isso... agora andarem a destruir tudo por todo o lado não me parece bem. Eu também tenho uma moto e também vou para lá... não ando é a fazer picadas e montes de obstáculos em todo o lado.

Corrosivo Judeu disse...

O Sr Jaime não sabe o que está a dizer..
O lema do TT é: "AMIGOS DA NATUREZA, AMIGOS DO AMBIENTE”.

Nós utilizamos os trilhos que existem na serra e já temos um espaço próprio para os obstáculos. Devia estar mais atento a aquilo de bom se passa na sua terra, ou será que não a considera como tal? Ou não gosta de sentir boas organizações assim definidas pelas entidades oficiais?

O sr. Jaime deveria estar assim mais atento.. e já agora convidamo-lo a passear pela represa do Vilarinho (ou não a conhece?)agora chamada pelos TTistas "parque do Judas", onde na área circundante foram plantadas árvores pelos amantes da modalidade, que por sinal criou um espaço bem agradável para todos aqueles que quiserem apreciar.

Será isto matar a fauna e a flora?

Extinguir animais?? Os jipes não estão equipados com caçadeiras.. alguns têm umas luzes xénon e uns ailerons.


Gasóleo na serra? que eu saiba os donos dos jipes não desperdicam gasóleo para deitar para o chão..


Mas o sr Jaime não pode cuspir no prato que come.. ou a sua moto 4 está equipada com pedais quando vai para a serra?

Já agora.. compre a revista da especialidade "OFF ROAD" e leia um texto bem feito e de leitura fácil sobre o Passeio TT que se realizou no mês passado. 423 pessoas de todo o país PASSEARAM no nosso concelho e gostaram das nossas paisagens.

E não é só o TT que divulga Moimenta da Beira. O BTT também está na ribalta!! O clube PEDALADAS está de parabéns pela prova que organizou também no mês passado. Cerca de 300 BTTistas estiveram no nosso concelho.

Assim se prova que entre nós existem organizações com profissionalismo e aproveitam-se das nossas magníficas paisagens para o divulgar!!

Criticas construtivas é que o CONCELHO precisa!!

Jaime Gouveia disse...

Sr. Francisco eu estou muito atento ao que de bom se passa na minha Terra não duvide!
E se facto estou pouco informado informe-me melhor. Não duvide que gostarei de obter essas informações. Peço desculpa se feri as suas susceptibilidades, mas não renegue a possibilidade do exercício do contraditório. Eu tenho a minha opinião, o sr. tem a sua. Mas eu nunca disse a minha opinião é inultrapassável. Mostre-me que estou errado e ela mudará num ápice. Não estou contra os praticantes da modalidade, apenas estou apostado na defesa da minha Terra e no que ela tem de bom a Serra, sobretudo a natureza que tem vindo a ser alterada ao longo dos anos por circunstâncias várias.
Apenas queria alertar para esse aspecto. E as associações, e instituições políticas devem acautelar esse aspecto.
Mas se, como diz, o lema é defender a natureza, divulgando-a, dou-lhes os parabéns, e penitencio a minha ignorãncia.
Já agora deixo-lhe um repto, que não é hipócrita, pode crer: no ano que se aproxima juntem-se ao evento LIMPAR PORTUGAL que já decorreu o presente ano no concelho. É que na serra, como deve saber melhor do que eu, há muito lixo.
Todos juntos pela Serra de Leomil limpa.
Abraços.

Fausto disse...

Caro amigo corrosivo, faço parte de uma associação de apoio e protecção à natureza de ãmbito nacional e não posso estar em mais desacordo consigo. Não conheço o local, não conheço a dita cuja Serra, mas sem dúvida que provas do género da que reputa como um verdadeiro êxito envolvendo 400 e muitos convivas, têm impacto na fauna e na flora! É evidente que os senhores divulgam o vosso património natural entre os convivas detentores de um 4x4 ou de um quadriciclo. Mas o senhor e a associação que lidera não poderão nunca dizer que não estão a contribuir para danar a flora e desassossegar a fauna!!!
Impacto meu caro existirá e muito! E pelo que vejo essa Serra está já com parques eólicos. Um dia destes começam a construir prédios!

Corrosivo Judeu disse...

Sr Fausto.. Não opine se não conhece a realidade...

Corrosivo Judeu disse...

Não precisamos que haja um dia POR ANO para LIMPAR PORTUGAL. Nós organizamo-nos muitas vezes por ano para ir limpar caminhos.. sabias?? não podemos ver lixeiras... e... se não fossem os jipes, havia muitos trilhos que já não existiam.
E quando há incêndios?? quem é que vai para o terreno?? é a associação de apoio e protecção à natureza?? ou são os que mais defendem a serra??
Por vezes, essas pessoas que estão nessas associações tipo QUERCUS, não conhecem a realidade.. a protecção e defesa é feita no terreno!! não é nos escritórios..
Um exemplo flagrante foi uma entrevista feita a alguém da
quercus que defendia a reprovação do projecto das eólicas por causa do lobo ibérico.. Dizia que o planalto da serra era quase inacessível e ainda havia alguns sítios como o Redondelo, que o ser humano ainda não tinha chegado lá.. quase que chorei a rir.. essa é uma zona de caças à muitos anos... essa gente se fosse lá num domingo de caça, tinha que ter cuidado porque são tantos os caçadores que ainda o confundiam..

Mas Jaime.. vergonha são os monumentos que temos no nosso concelho e na serra.. tudo ao abandono... como licenciado em história já devias ter ido para lá preservar as orcas.. por exemplo.. mas não te preocupes.. os "devassadores da serra" estão atentos e já temos combinado um dia para ir limpar esses sítios. SE quiseres estás convidado. Tens é que levar uma pedoa e uma enxada.

Jaime Gouveia disse...

Eu tenho que reforçar a ideia de que não acho que haja devastadores nenhuns como dizes! Acho sim que haja alguns abusadores, como secalhar também sabes que há. Não me referi ao clube de Leomil, nem a eventos organizados e controlados que divulguem a Serra.
Quanto ao facto da minha licenciatura e outros mais canudos na área da história que tenho me deverem obrigar a ir preservar as orcas não concordo. Infelizmente, ao contrário de alguns felizardos não é a minha Terra que me dá o paõ. Eu bem que gostaria mas não vivo no concelho. Razão pela qual não virei ainda homem das cavernas a guardar as orcas com a espingarda (ou pedoas) em riste. Concordo inteiramente quando dizes que elas estão ao abandono e que isso é mau. Tal como o solar dos Viscondes de Balsemão. Tal como o convento de S. Francisco. Tal como a igreja dos Arcozelos. Tal como muitas outras coisas. Mas o Jaime não é omnipotente. É bem humano e também carrega a sua cruz pelo que ainda só o tenha denunciado muitas muitas vezes na comunicação social (o que não basta, é certo).
Bom o que eu não acho é que seja obrigatório serem os historiadores a limpar esses locais. Entendo que se trata de património cultural comum a todos e portanto quem tem obrigação de o fazer são as autarquias. Porque é que elas o não fazem? Custa muito dinheiro? Dá muito trabalho?
É que de facto parece ter caído na moda os cidadãos serem obrigados a prestar trabalho comunitário perante o imobilismo de quem tem obrigação nesse campo.
Não vejo também razão para que não possamos todos juntos fazer esse trabalho. Já que quem o devia fazer não o faz podemos evidentemente nós fazê-lo. Por acaso aqui há uns tempos falava com uns comparsas de Moimenta sobre a possibilidade de criarmos uma associação cultural de salvaguarda do património para fazermos isso, limparmos, sinalizar-mos e divulgarmos. Se vocês pensam fazê-lo, fico contente e terei prazer em ajudar. É só avisar!
Quanto à pedoa e à enxada levá-las-ei... Desde miúdo que estou bem treinado no manejo de tais instrumentos, até porque também já se tornou hábito de que o caminho da Retorta tenha que ser limpo anualmente pelos seus moradores!!! Esses, muito embora não vivam na Serra como as orcas, há muito que estão esquecidos!