terça-feira, 26 de janeiro de 2010

"Noticias" - Presidente do INEM informa que contratos para três novos helicópteros já foram celebrados

Na Comissão Parlamentar de Saúde, numa audiência requerida pelo CDS-PP e que visava ouvir Abílio Gomes sobre as recentes polémicas que envolveram o instituto, nomeadamente no que diz respeito aos alegados vínculos precários que geram descontentamento entre os funcionários, o responsável assegurou ainda que o instituto tem recursos suficientes em termos médicos mas assumiu que há falhas, nomeadamente na equipa de “back-office”, pelo que por vezes surgem problemas, por exemplo, no registo e devolução de chamadas. Em relação às falhas no atendimento de chamadas, assegurou que normalmente a taxa de resposta é superior a 95 por cento.

Sobre o processo dos helicópteros, garantiu que está tudo pronto para arrancar “em breve” – uma resposta que mereceu alguns comentários paralelos entre a deputada centrista Teresa Caeiro e o deputado bloquista João Semedo, que ironizaram que os aparelhos estão “estacionados no Tribunal de Contas”.

Os novos helicópteros foram prometidos em 2007 pelo Ministério da Saúde como contrapartida para o fecho de algumas urgências, ainda por ocasião do antigo titular da pasta, Correia de Campos, e deveriam ter começado a operar em Abril de 2008.

Desde que foram anunciados que os novos meios foram alvo de contestação. Primeiro, por parte do próprio INEM que num estudo veio questionar a necessidade destes três novos helicópteros, que deverão ser colocados em Macedo de Cavaleiros, Moimenta da Beira e Ourique. Depois, por um dos concorrentes que assegurou que os concursos do INEM estão viciados e previamente decididos para um determinado consórcio.

Fonte: Publico

1 comentário:

Hugo "Viana" 99 disse...

Boas,

Continuam a circular estas notícias com o nome de Moimenta.

Será que querem mesmo dizer Moimenta?
É que antes falavam em Aguiar da Beira.

Não percebo.

Alguém sabe de alguma coisa?

Abraço